Ninguém conhece melhor um time do que o seu treinador, o responsável por escolher as peças, posicioná-las, treiná-las e encaixá-las em uma estratégia. Mas, quando o terreno da disputa é o mundo virtual, conhecer os macetes do jogo vale mais do que todo esse conhecimento. Ronald Koeman encarou um desafio de Football Manager com um dos criadores do simulador, e torcedor fanático do Everton, Paul Collyer, e foi derrotado por 3 a 2.

LEIA MAIS: Há 30 anos, o Everton faturava sua última liga e encerrava período de grandes glórias

O resultado era até esperado. Collyer sabe exatamente como manejar do jogo que ele ajudou a criar. Tanto que usou uma tática diferente da de Koeman. Para deixar a disputa igualitária, os dois usaram o Everton, mas ele posicionou a equipe em um 5-3-2, contra um básico 4-3-3 do holandês. A única diferença de escalação foi a presença do zagueiro Mason Holgate no time de Collyer. Koeman preferiu usar Dominic Calvert-Lewin na ponta esquerda.

táticas everton

O Everton de Collyer, de amarelo, abriu o placar com Tom Davies e ampliou rapidamente para 3 a 0, com gols de Idrissa Gueye e Lukaku. Koeman reclamou dos espaços que sua equipe estava deixando na defesa e promoveu algumas mudanças. Conseguiu descontar, no início do segundo tempo, com Lukaku. Colocou Ademola Lookman em campo, e este deu assistência para o segundo tento do belga a favor do time de Koeman. No fim, porém, a reação não foi o bastante, e o treinador dos Toffees foi derrotado por 3 a 2.

“Foi muito interessante sentar com Paul e o Football Manager para entender as tecnicalidades do jogo e informações sobre a história por trás dele”, afirmou Koeman, ao site do Everton. “O jogo é incrivelmente realista e detalhado. Paul conhece-o muito bem, mas eu comecei a pegar o jeito no segundo tempo”. Collyer agradeceu a oportunidade de conhecer uma lenda do futebol europeu e levou consigo alguns comentários de um treinador de verdade para ajudar a melhorar o Football Manager no futuro.