Não há uma figura que personifique melhor o Liverpool campeão inglês do que Jürgen Klopp. O treinador transformou o ambiente em Anfield, arredondou o seu time e tirou o melhor de vários jogadores. Enfrentou percalços no caminho, mas conseguiu tirar as lições de cada tropeço e fez seu elenco forte não apenas na bola, mas também no mental. A consistência dos Reds não é ao acaso, mas sim parte de um processo, que conta bastante com as ideias de quem o traçou.

Como enfatizou o capitão Jordan Henderson, logo depois da confirmação da conquista: “Não importa o que aconteça, nós todos o seguimos, nós todos acreditamos nele, e ele nos trouxe até este ponto. Não seria possível sem ele. Muito de Klopp é o que vocês veem nas coletivas, na beira do campo. Ele é assim, mas obviamente com um lado mais pessoal que as pessoas de fora não captam. É um líder e um grande ser humano. Vem sendo uma jornada incrível e espero que possamos continuar assim, seguir famintos, querendo mais e o seguindo”.

E, durante a comemoração do título, Klopp apresentou o seu lado mais humano outra vez. O técnico entrou ao vivo na programação da Sky Sports e expressou seus sentimentos durante a conversa. Não deixou de exaltar Kenny Dalglish, Graeme Souness e Phil Thompson, lendas do Liverpool que participavam do programa. Falou sobre o trabalho dos seus jogadores e também sobre a evolução ao longo dos últimos anos. Mas, mais notável, não escondeu sua imensa emoção pela conquista que acabara de se consumar. Abaixo, os principais trechos e dois vídeos:

Os elementos que construíram o Liverpool

“Conquistamos tudo juntos. É uma mistura da história que vocês criaram [falando a Souness] e à qual somos comparados, com razão. Acho que encontramos uma boa maneira de nos afastar um pouco disso, porque tivemos que escrever nossa própria história, mas esse passado de vocês também nos dá muita força. É a atmosfera dentro e ao redor do Liverpool, a intensidade que todos vivem o futebol nesse clube. E é, 100%, a boa mão em escolher os jogadores que trouxemos e mantivemos. É uma maravilhosa mistura. São todos vencedores mesmo sem terem vencido sempre no passado. Mas agora eles estão aqui juntos, então podemos começar a ganhar juntos”.

A consistência que se criou

“É incrivelmente difícil ganhar estas competições que participamos, só é possível com consistência, e isso nos motiva. Há três anos, fizemos uma ótima temporada, mas ficou claro que faltou consistência. Não é algo que você pode pedir, mas os rapazes podem garantir trabalhando nisso, criando em cima disso, convencendo as pessoas, e fizemos tudo isso juntos. Sem os jogadores eu não posso fazer nada. Mas, lógico, de tempos em tempos você precisa ajudá-los um pouco com algumas palavras”

O agradecimento a Dalglish e Gerrard

“Não tenho palavras, é inacreditável. É muito mais do que eu pensei. Ser campeão com este clube é absolutamente incrível. Sabendo o quanto Kenny nos apoiou, isso também é para você Kenny. Você precisou esperar mais 30 anos para que seu clube vencesse. Isso é para Stevie, que precisou esperar muito tempo. Agora é para todos. Isso tudo foi construído em sua alma, Kenny, no legado de Stevie. Os rapazes admiram vocês. É fácil para mim motivar o time, por causa de nossa grande história”.

Como foi acompanhar a derrota do City

“Eu estava realmente tenso durante os 90 minutos do City, como vocês podem imaginar. Não queria me envolver. Mas, quando você assiste e se envolve, então cria esperanças. O Chelsea teve grandes chances, situação de pênalti, e tudo isso foi bastante intenso. É uma enorme conquista dos meus jogadores, o que eles fizeram nos últimos dois anos é excepcional. É pura alegria treiná-los”.

A conquista feita de esperas

“Honestamente, eu não esperei 30 anos, estou aqui há quatro anos e meio e realmente não tivemos chance até ano passado. É uma conquista e tanto. De qualquer maneira, também é um alívio, depois da interrupção de três meses. Ninguém sabia como seria e não tínhamos certeza de que o campeonato voltaria. Cada jogo da Premier League é difícil, então estou muito feliz”.

A comemoração dos jogadores

“Minha comissão técnica não poderia estar mais orgulhosa do que os rapazes fizeram nos últimos anos. Desde que chegamos aqui, é apenas uma viagem emocionante até hoje e isso ainda não acabou, o que é ótimo. Aproveitaremos o momento nesta noite e esta é a melhor coisa que eu poderia imaginar”.

As limitações da pandemia

“Estamos em uma bolha, somos as únicas pessoas testadas duas vezes por semana. Exceção feita a esta noite, não fizemos absolutamente nada, fomos do treino para casa, do treino para casa. Eles estão em um lugar seguro e queríamos isso para que os meninos curtissem juntos. Ainda é uma situação difícil para muitas pessoas, mas hoje não conseguimos segurar, precisamos nos reunir. É muito importante celebrar, porque estes momentos são inesquecíveis. Nós temos imagens da temporada, agora temos imagens das comemorações e iremos ter no futuro imagens do desfile com nossos torcedores. Estaremos todos e curtiremos da maneira propícia, mas nesta noite fizemos o melhor dentro da nossa situação”.

A mensagem aos torcedores

“Só posso dizer que isso é para os torcedores. É para vocês. Espero que vocês fiquem em casa e comemorem na frente de suas casas se quiserem. Mas não mais. Comemorem, está tudo em seu coração e em sua mente. É uma alegria fazer isso por vocês, posso dizer. É um momento incrível”.

A emoção incontrolável na despedida da entrevista

“É um grande momento e não tenho palavras, para ser honesto. É um grande momento, estou completamente emocionado. Nunca pensei que me sentiria assim, não tinha ideia, e é apenas grande. Desculpem, senhores, vejo vocês. Tudo de bom”