O fim de semana será de clássico na Premier League. O chamado derby de Merseyside, de Liverpool, entre Everton e Liverpool, no Goodison Park (confira horário e canal na Programação de TV). O técnico dos Reds, Jürgen Klopp, elogiou os adversários e o seu técnico, Carlo Ancelotti. O alemão, que defende o títulod a Premier League nesta temporada, contou que quando soube que o italiano assinaria pelo Everton, imaginava que o time se tornaria o próximo grande desafio do seu time.

Ancelotti enfrentou Klopp pelo Napoli, na Champions League, e complicou a vida dos Reds na temporada passada, 2019/20. Os dois times caíram no mesmo grupo e os italianos venceram no primeiro duelo, no Estádio San Paolo, e depois arrancaram um empate em Anfield Road. Ancelotti seria demitido depois da fase de grupos do torneio europeu, mesmo com a classificação assegurada, porque o time ia mal no Campeonato Italiano. Acabaria contratado pelo Everton para tentar recuperar o lado azul da cidade de Liverpool.

“O que penso sobre Carlo Ancelotti nunca foi um segredo. Eu não poderia o respeitar mais. Ele é um ser humano maravilhoso”, afirmou o técnico ao programa BBC Football Focus. “Quando eu ouvi que ele iria assinar pelo Everton, eu pensei: ‘Esse deve ser o nosso próximo grande desafio na fila’”, comentou Klopp.

“Eles fizeram os negócios perfeitos no verão. Eles acharam exatamente os jogadores que eles precisavam para melhorar um time de futebol que já era muito bom”, analisou ainda o treinador. “Juntos, estando mais acostumados com o que Carlo quer que eles façam, faz deles um time realmente forte”.

Ancelotti chegou ao Everton em dezembro de 2019, depois da demissão de Marco Silva. Aos 61 anos, chegou com um histórico de sucesso e títulos na Itália, Alemanha, França e Inglaterra, quando conquistou a Premier League em 2009/10. Tem também três Champions League no currículo, sendo duas pelo Milan e uma pelo Real Madrid, a tão esperada 10ª taça, em 2014.

Ao final da temporada 2019/20, o Everton ficou em 12º lugar, melhor posição do time desde a temporada 2013/14 – o que mostra como o clube vinha mal. Em sua primeira temporada completa no clube, a expectativa é que o Everton consiga fazer o que times como Wolverhampton e Leicester fizeram nas últimas temporadas e brigar por vagas em competições europeias. Quem sabe até por vaga na Champions League, se tiver sorte.

Para esta temporada, o Everton gastou quase €75 milhões em contratações. O mais caro deles foi Bem Godfrey, justamente o último a chegar, que veio por €27,5 milhões. Chegaram ainda Allan, do Napoli (€25 milhões), Abdoulaye Doucouré, do Watford (€22,1 milhões), além de James Rodríguez, do Real Madrid, que chegou a custo zero inicialmente. O goleiro Robin Olsen também chegou sem custos, por empréstimo, da Roma, para fazer sombra a Jordan Pickford.

O Everton tem quatro jogos e quatro vitórias na Premier League até aqui e sete vitórias em sete jogos, contando todas as competições. Já são 24 gols marcados, com Dominic Calvert-Lewin marcando nove deles. “Calvert-Lewin, eu realmente esperava que ele desse grandes passos nos próximos anos e ele deu”, analisou Klopp.

“Ele tem tudo que você precisa em um atacante de alto nível: tamanho, mobilidade, velocidade, desejo, e tecnicamente muito, muito bom pelo alto, finalizando com a cabeça, e com os dois pés”, elogiou ainda o técnico do Liverpool. “E agora tudo trabalho junto: as duas pontas têm dois jogadores do mais alto nível com James [Rodríguez] e Richarliison. O meio-campo tem Allan e mais quem quer que jogue com ele, se for Sigurdsson ou quem seja”.

“Então, é realmente um bom time e a última linha funciona melhor porque em um bom time é mais fácil se defender. É isso que você vê quando assiste ao Everton, então será um jogo realmente interessante”, disse Klopp.

NA TV
Everton x Liverpool
Sábado, 17 de outubro, 08h30 (horário de Brasília)
ESPN Brasil (Clique aqui, assine e ganhe 7 dias grátis)
Veja mais na Programação de TV