O domingo de Premier League oferecerá um dos melhores jogos da temporada. Em mais um confronto direto, o Liverpool receberá o Manchester City em Anfield, tentando tomar a liderança isolada da competição e provar suas chances de título contra os atuais campeões nacionais. O interesse na partida, porém, vai muito além da competitividade. Há um certo prazer em assistir a duas equipes tão ofensivas, com treinadores de mentalidade agressiva. E, às vésperas do duelo, Jürgen Klopp comentou o objetivo de também entreter ao máximo os torcedores, tanto quanto buscar o resultado.

“Depois que nós empatamos com o Chelsea, eu me virei para o Sarri e ele estava rindo para mim. Ele me olhou e disse: ‘Você curtiu esse jogo?’. Respondi: ‘Realmente, eu curti!’. Eu amei esse jogo e os jogos contra o City sempre são muito bons também. Eu disse algumas vezes e repetirei: realmente penso que o mais importante no futebol – a função mais importante – é entreter as pessoas, porque isso é apenas futebol, nada além. Não salvamos vidas, não criamos nada, não somos bons em cirurgias, somos bons apenas em futebol. Se não podemos entreter as pessoas, então por que vamos jogar isso? Nem sempre é possível, infelizmente, e sempre é necessário trabalhar duro – é especialmente um trabalho duro se você entretém as pessoas – mas isso é realmente importante e por isso que temos tentar criar constantemente, ou o máximo possível”, declarou Klopp, durante a coletiva de imprensa.

O treinador também comentou a rivalidade sustentada por City e Liverpool em busca dos títulos, embora descarte que apenas os dois estão no mesmo patamar: “Não tenho certeza se esta será a principal concorrência da Premier League, mas é o que precisamos provar. O City é muito forte. Esse time, junto com o clube, o dinheiro que eles têm e o técnico, é tudo excepcional Será uma boa partida, uma boa combinação. Temos que lutar contra eles por diferentes coisas na Premier League e talvez na Champions, no momento em que acontecer de novo. É assim”.

“Eles são realmente bons e nós temos que provar que somos tão bons quanto podemos ser, o que mostramos em alguns momentos. Mas mesmo se tivéssemos vencido o Napoli, eu não sentaria aqui e diria que esse jogo era entre os maiores, que o United está fora. Isso é obviamente besteira. Nós enfrentamos um time muito forte de novo e será muito difícil de novo”, complementou. “O time de Pep é o melhor e eu posso admitir isso tranquilamente, porque é muito óbvio. Não somos ruins em outras coisas e é por isso que não fomos o adversário mais confortável ao City no passado. Mas isso não significa nada ao domingo. Precisamos estar 100%, se não 110%, para lidar com a qualidade do City. Se estivermos, podemos funcionar, mas apenas assim”.

Além do Manchester City e do Manchester United, Klopp fez questão de exaltar o Chelsea: “Jogamos duas vezes com o Chelsea na última semana. Não vejo como podemos ignorá-los. Eles são comprovadamente mais vencedores que nós nos últimos tempos. Eu não estou certo se temos um elenco muito mais novo que o Chelsea, mas temos uma boa idade e tivemos tempo juntos para alcançar outro nível. Mas esse é nosso objetivo, logicamente. Você joga contra esses grandes times apenas duas vezes e isso significa que você precisa ganhar pontos dos outros clubes”.

Por fim, o treinador fez questão de ressaltar que o campeonato não se resume apenas aos jogos contra os principais concorrentes, algo que custou caro ao Liverpool no passado: “Há duas temporadas, tivemos números fantásticos contra o Top 6, mas não conseguíamos ser tão bons contra os outros. Nós sempre encontramos um problema se você não vence esses jogos. Não podemos fazer nada mais específico em um final de semana do que bater o City. Nesse momento, não há muita pressão. Se fosse uma rodada na reta final do campeonato, veríamos como teríamos que lidar com isso. O City foi campeão na última temporada, o Chelsea um ano antes e nós fomos campeões há trinta e tantos anos atrás. Temos que lidar com isso”.

Liverpool e Manchester City têm os mesmos 19 pontos, com seis vitórias e um empate nas sete primeiras rodadas da Premier League. São os únicos invictos, ao lado do Chelsea. A partida acontece às 12h30 do domingo, com transmissão da ESPN Brasil.