A Grécia entra em campo neste sábado para enfrentar a Rússia e acredita que pode chegar às quartas de final. Ao menos é assim que pensa o meio-campista Kostas Katsouranis, um dos principais jogadores do time, que diz que os jogadores estão motivados a conseguirem a classificação e dar uma alegria ao povo grego.

“Para nos classificamos para as quartas de final de um torneio como esse, todo time precisa passar por uma partida final difícil. Nós não temos nada o que temer”, disse Katsouranis. “Nós definitivamente não tivemos sorte de todo, especialmente no jogo contra a República Tcheca. Falando de modo geral, durante as primeiras duas partidas aqui na Polônia, a sorte nos abandonou. É por isso que nós pensamos positivamente sobre o terceiro jogo. Nós temos que ter alguma sorte”, explicou o jogador, um dos mais experientes do elenco grego, aos 33 anos.

“É sempre decepcionante quando seus adversários marcam, especialmente no começo do jogo. Mas essas coisas acontecem no futebol. Nos dois jogos anteriores, nós lutamos duro para reverter o resultado. Na primeira partida, nós conseguimos, mas não na segunda”, afirmou.

“Nós tentaremos assegurar que estamos focados desde o começo e concentrados na nossa defesa. Se nós nos mantivermos focados, se nós conseguirmos manter em 0 a 0, as chances virão do outro lado e nós podemos vencer. Não há nada a temer”, disse.

A Grécia passará por eleições neste domingo, que serão decisivas para o destino do país, que está em uma grave crise econômica. Para Katsouranis, os problemas vividos pelo país motivam ainda mais o grupo da seleção grega. “Em qualquer situação, com crise ou sem ela, nós iremos fazer o nosso melhor para deixar a Grécia feliz. Mas agora a situação é realmente difícil e nós realmente gostaríamos de dar algo para as pessoas sorrirem”, finalizou o jogador.