A chegada de Alisson mostrou o quanto o Liverpool estava precisando de um goleiro de primeira linha. Seus antecessores, Simon Mignolet e Loris Karius, não se provaram à altura do trabalho, e a final da Champions League em Kiev, contra o Real Madrid, foi apenas o exemplo mais escandaloso. E o fim da linha para o goleiro alemão, emprestado até o fim desta temporada ao Besiktas, com opção de compra. Se ela não for exercida, Karius retornará a Anfield para cumprir o último ano do seu contrato e diz que gostaria de defender o clube mais uma vez.

“Tenho um empréstimo até o fim da temporada e depois veremos. De volta ao Liverpool ou em algum outro lugar na Inglaterra ou na Alemanha, nunca se sabe”, afirmou, após perder para o Wolverhampton, pela Liga Europa, na última quinta-feira, segundo o Guardian. “No momento, meu foco é jogar todas semanas e depois veremos”.

“Eu gostei da minha passagem por lá. Claro que, quando você joga na Inglaterra, está um pouco mais nos holofotes, mas é um bom clube aqui (o Besiktas), claro que com alguns problemas aqui ou ali. Não foi sempre fácil no último um ano e pouco desde que estou aqui, mas, no geral, minha primeira temporada foi boa. A Premier League é a melhor liga do mundo, então é obviamente interessante, mas ainda estou sob contrato com o Liverpool, então talvez eu jogue pelo Liverpool novamente, nunca se sabe”, disse.

“É difícil dizer agora. Se não for o Liverpool, será outro bom time, tenho certeza, então não estou preocupado”.

Karius cometeu dois erros cruciais na partida contra o Real Madrid na Ucrânia e depois se soube que ele foi diagnosticado com uma concussão, após um choque com Sergio Ramos. Ele está feliz que o Liverpool conseguiu conquistar o título europeu na temporada seguinte e afirmou que não pensa mais naquele episódio.

“Foi há tanto tempo, quase duas temporadas. Houve muitas circunstâncias. Eu tive uma lesão séria e ninguém estava falando sobre isso. As pessoas podem falar o que querem, não me preocupa mais”, afirmou. “Depois que me avaliaram, perceberam (a concussão), mas, no jogo, você está com muita adrenalina para perceber. Está no passado. Estou feliz porque eles venceram um ano depois. Ainda falo com o técnico de goleiros e alguns jogadores. Eles têm uma boa chance novamente este ano”.

Mignolet ficou para ser reserva de Alisson, após a saída de Karius, mas também se transferiu, para o Club Brugge, e agora o segundo goleiro é o espanhol Adrián, que está impressionando neste começo de temporada em que o brasileiro está machucado. “A defesa melhorou muito na última temporada e um pouco. Eles quase não sofrem gols mais”, começou. “Todo goleiro se sentiria confortável atrás daquela defesa, mas ele está fazendo um bom trabalho. A defesa era sólida mesmo quando eu estava lá, mas agora está em outro nível, o time inteiro melhorou. Mais tempo que as pessoas estão juntas, mais encaixa”, encerrou.