A Konami tem anunciado parcerias com clubes pontuais desde o anúncio de eFootball PES 2020, mas nada como o que foi revelado nesta terça-feira (16): a Juventus fechou um acordo de exclusividade com o game e não estará oficialmente em Fifa 20.

A notícia é um baque enorme para a EA Sports, que conta com a autenticidade e suas licenças como grandes trunfos na briga de mais de duas décadas com o game da Konami.

Com a exclusividade garantida para o PES 2020, a Juventus deverá se chamar Piemonte Calcio no Fifa 20, com escudo e uniformes também fictícios. Mas não se preocupe, jogador de Fifa fã de Cristiano Ronaldo, Paulo Dybala e cia: a exclusividade não afeta a presença de jogadores da Velha Senhora no game.

Outros clubes com que a Konami anunciou parcerias, mas sem a mesma exclusividade do caso da Juve, são: Barcelona, Manchester United e Bayern de Munique. No caso dos catalães, entretanto, o acordo implica que, mais uma vez, o Camp Nou não estará no game da EA Sports.

De certa forma em resposta ao anúncio da Konami, a EA divulgou parceria de exclusividade com o Liverpool, que em anos anteriores aparecia com autenticidade no PES. Mas isso não era exatamente uma novidade para a Konami, sendo inclusive parte da explicação por trás do acordo com o Manchester United, para manter uma presença na Premier League – reforçada também pela renovação da parceria com o Arsenal.

Completando o anúncio, Pavel Nedved foi divulgado como uma das novas lendas do jogo, enquanto Miralem Pjanic se torna um dos embaixadores do game.

O PES 2020 será lançado no Brasil em 10 de setembro para PC, PlayStation 4 e Xbox One. Uma versão demo gratuita sairá em 30 de julho, com Palmeiras, Flamengo, São Paulo, Corinthians, Vasco, Boca Juniors, River Plate, Universidad de Chile, Colo Colo, Manchester United, Bayern de Munique, Arsenal e Juventus como times jogáveis.