Serie A confirma Juventus x Napoli; proibição de viagem em Nápoles não é explícita

Autoridades sanitárias de Nápoles proibiram o time de viajar a Turim depois de dois casos positivos de COVID-19 no elenco

O jogo entre Juventus e Napoli, marcado para a noite de domingo em Turim, foi colocado em dúvida neste sábado. As autoridades sanitárias da Campanha região onde fica Nápoles proibiram viagens de pessoas que tiveram contato com infectados pela COVID-19. O clube tem dois casos positivos anunciados. Por isso, o Napoli não saiu da cidade em direção a Turim, conforme programado. O documento da autoridade sanitária local (ASL) não especifica se as restrições se aplicam aos atletas profissionais, que seguem um protocolo aprovado pelo Ministério do Esporte do governo federal italiano. Com isso, a Lega Serie A confirmou o jogo em Turim para este domingo e o futebol italiano vive um ar de incerteza.

O Napoli tem dois casos positivos de COVID-19 e jogou no último dia 27 de setembro com o Genoa – que teve 22 casos positivos nesta semana, sendo 17 jogadores, boa parte deles que jogou contra os Partenopei. A Juventus, porém, quer forçar para que seja dado WO para o time do sul.

[foo_related_posts]

Há dois casos positivos de COVID-19 no Napoli atualmente: Piotr Zielinski e Eljif Elmas. Considerando o contato que os jogadores do Napoli tiveram com os do Genoa, que está em surto, e o tempo que o vírus que causa da COVID-19 fica incubado, a viagem para Turim seria um risco alto de espalhamento do vírus. Cidadãos que estão nessa situação em Nápoles de fato são proibidos de viajar e há um pedido das autoridades para um “isolamento voluntário” por 14 dias.

O isolamento é previsto no protocolo da liga. Clubes que possuem casso de COVID-19 no elenco precisam entrar em isolamento. Todos no clube, incluindo funcionários, entram em uma espécie de bolha e só podem conviver entre si, de modo a poder continuar treinando. É o caso da Juvenuts, em que dois funcionários do clube testaram positivos e todos foram colocados em auto-isolamento, nesse modelo de bolha. Segundo comunicado da Juventus, nenhum membro da comissão técnica ou dos jogadores apresentou teste positivo.

Há uma batalha nos bastidores em relação aos protocolos e ao regulamento criado para lidar com a pandemia da COVID-19 na volta do futebol. A Lega Calcio adotou o protocolo da Uefa, então se o time tiver 13 jogadores disponíveis para o jogo, incluindo ao menos um goleiro, o jogo pode ser disputado.

Por isso, a Juventus divulgou um comunicado neste sábado, depois da informação sobre o Napoli não viajar a Turim. “Juventus Football Club anuncia que o time irá a campo para o Juventus x Napoli amanhã às 20h30 [15h45 no horário de Brasília], como previsto pelo calendário da Serie A”, diz nota divulgada no site da Velha Senhora.

O comunicado deixa claro que a Juventus não quer o adiamento do jogo e quer que o Napoli ou compareça, ou seja atribuído WO e a perda da partida. O Napoli, por sua vez, pode argumentar que não é escolha dele não comparar à partida, e sim das autoridades sanitárias. Portanto, estaria fora do seu controle. Isso, porém, é justamente o ponto em dúvida, dado o documento da autoridade de saúde da Campanha não especifica se o clube de fato está proibido de viajar.

As regras publicadas pela Lega Serie A de fato incluem um item que diz que o protocolo será adotado, exceto em caso de ação das autoridades locais, o que é o caso. A partida não foi adiada, ao menos até agora. Há a possibilidade do Napoli fazer mais testes e garantir que os jogadores não estejam infectado e viajar no próprio domingo para a partida à noite. É uma possibilidade que deverá ser considerada se não for feito nenhum esclarecimento até a manhã de domingo.

Há um precedente na Serie C, em que Potenza e Palermo foi adiado porque autoridades locais de saúde impediram as viagens dos times. Há também o temos de um adiamento que faça os clubes perderem seus jogadores de seleções, que se apresentam na segunda-feira. O problema é que isso não aconteceu na Serie A, onde o protocolo seguido é mais rígido e usa as regras da Uefa.

A Lega Serie A emitiu  um comunicado mantendo o jogo para o domingo, 20h45 no horário local, conforme inicialmente marcado. Até agora, o Napoli não emitiu nenhum comunicado sobre a proibição de viagem. Segundo relatos da Itália, embora a ASL (autoridade sanitária) tenha de fato proibido viagens em casos como o dos jogadores, ele não é explícito em relação a extensão para atletas profissionais, dentro do protocolo feito pela liga. E esse é o ponto que pode determinar que os napolitanos tenham que viajar e ir a campo para evitar tomar um WO.

Outros clubes já tiveram casos positivos da COVID-19, como Milan, Atalanta e Torino, mas nenhum deles foi impedido de viajar pelas autoridades locais. Como o documento da ASL é genérico e se refere aos cidadãos da região da Campanha, onde fica Nápoles, mas não espeficica sobre o caso dos atletas profissionais dentro do protocolo da liga, a Serie A considera que é possível ter jogo. Ao menos por enquanto.

Com a proibição das autoridades sanitárias, há dúvida se os jogadores convocados para seleções nacionais que atuam no Napoli poderão se apresentar às suas seleções. Pela decisão da ASL, eles estariam proibidos de deixar a região e teriam que permanecer em quarentena na cidade. Segundo informou a agência Ansa, os jogadores do Napoli voltaram para casa depois da viagem ter sido cancelada e aguardam uma definição do que será feito.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore