Juventus deu uma aula de defesa e derrubou o Manchester United em Old Trafford

Sem problemas para lidar com o insosso ataque inglês, a Juventus foi melhor em Old Trafford e chegou a três vitórias em três rodadas

A Juventus não teve problema para ganhar por 1 a 0, na terceira rodada da fase de grupos da Champions League. Que isso tenha acontecido contra o Manchester United, em Old Trafford, aumenta o valor da partida defensiva dos italianos, ao mesmo tempo em que se torna mais um sintoma dos problemas dos ingleses nesta temporada: além de um ataque insosso, a dificuldade de alcançar resultados dentro de casa.

O Manchester United disputou sete partidas em casa até agora e conseguiu apenas duas vitórias: contra o Leicester, na estreia da Premier League, e diante do Newcastle, com uma virada emocionante. Precisando buscar o resultado, os donos da casa tiveram muita dificuldade para criar chances de gol e ameaçar o goleiro da Velha Senhora, novamente exibindo falta de criatividade e de intensidade no campo ofensivo.

A Juventus abriu o placar rapidamente. Lembrando seus primeiros anos em Old Trafford, quando era um incisivo ponta-direita, Cristiano Ronaldo caiu pelos flancos e cruzou. Cuadrado dividiu com Smalling, e a bola sobrou para Dybala conferir. A vantagem italiana não ficou mais folgada no primeiro tempo por causa de David de Gea. O goleiro espanhol defendeu a bomba de Cancelo, a cobrança de falta de Ronaldo e o rebote de Matuidi. O Manchester United pouco criou.

E isso se manteve depois do intervalo. De Gea impediu que Cristiano Ronaldo marcasse na sua ex-equipe com uma linda defesa na bomba do português, que buscava o ângulo do espanhol.  O Manchester United teve momentos de domínio, mas não conseguiu levar perigo a Szczesny. Foram apenas seis finalizações o jogo inteiro. A única que quase se transformou em gol foi uma batida de Pogba de fora da área, que pegou na trave, na cabeça do polonês e saiu.

Nenhuma das finalizações do United aconteceu além da marca do pênalti – três de fora da área, três da entrada dela. E a única coisa que o time parecia tentar era o cruzamento, sempre muito bem cortado pelos zagueiros da Juventus, Chiellini e Bonucci, em grande noite, que valeu elogios de José Mourinho. “Eles poderiam dar aulas em Harvard sobre como ser zagueiro. Fantástico”, afirmou.

O português também disse que desde o sorteio projetava uma briga com o Valencia pela segunda posição, e é isso mesmo que deve acontecer. A Juventus chegou a nove pontos contra quatro do Manchester United, que joga bola em Turim na próxima rodada. Os espanhóis têm dois pontos e um encontro marcado com o United no Mestalla.