Depois de dois jogos muito ruins, a Juventus enfim voltou a vencer na volta do Campeonato Italiano. Fora de casa, venceu o Bologna por 2 a 0, com um belíssimo gol de Paulo Dybala, além de um gol de pênalti de Cristiano Ronaldo. Não foi uma atuação do melhor nível, mas ao menos a vitória veio de forma bastante segura. Era fundamental para o técnico Maurizio Sarri conseguir a vitória para não dar chance da Lazio tomar a liderança, o que seria terrível para um time que acabou de perder um título.

A Juventus chegou à partida bastante pressionada, depois de dois jogos que terminaram por 0 a 0 pela Copa da Itália, contra Milan e Napoli – e com a segunda terminando em derrota nos pênaltis. O time ainda tinha vários desfalques: Gonzalo Higuaín, Giorgio Chiellini, Alex Sandro e Sami Khedira estavam machucados. Entraram Mattia De Sciglio, Adrien Rabiot e Federico Bernardeschi nos lugares de Danilo, Blaise Matuidi e Douglas Costa, que foram titulares no jogo anterior.

Aos 23 minutos, o árbitro Gianluca Rocchi foi chamado pelo VAR com possível pênalti para a Juventus. Após cobrança de escanteio, Stefano Denswill puxa a camisa de Matthijs De Ligt, que cai. Após a revisão, a penalidade foi confirmada. Cristiano Ronaldo bateu com tranquilidade e marcou 1 a 0 para os bianconeri.

O segundo gol saiu aos 35 minutos. De Ligt tocou no meio para Bernardeschi, que se movimentou para receber, mas nem dominou a bola: deu um lindo passe de calcanhar para Paulo Dybala, que ajeitou e, de pé esquerdo, acertou um lindo chute na gaveta: 2 a 0 Juve. Foi o placar do primeiro tempo.

Na segunda etapa, Maurizio Sarri mudou muitos jogadores em campo. Primeiro, colocou Danilo no lugar de De Sciglio, machucado, com o brasileiro atuando na lateral esquerda, assim como o jogador que substituiu. O lateral, porém, teria uma atuação horrorosa: aos 37 minutos, tomou cartão amarelo por uma falta dura. Nos acréscimos, outra entrada forte e tomou o segundo cartão, sendo expulso.

Entrou também Blaise Mutuidi no lugar de Adrian Rabiot, aos 25, e Aaron Ramsey no lugar de Miralem Pjanic, aos 26. Entrou ainda Douglas Costa aos 34, no lugar de Paulo Dybala. A atuação dos que entraram, porém, acabou não sendo de destaque.

Rabiot, que teve a chance de começar jogando, foi mal. Danilo entrou e foi mal também. Pjanic segue tendo atuações apenas razoáveis. Quem foi bem foi Federico Bernardeschi, que mostrou que pode brigar por um lugar no time titular. Dybala, além do gol, também teve boa atuação.

Com a expulsão de Danilo e a lesão de De Sciglio, Sarri terá problemas para escalar a lateral esquerda. Juan Cuadrado foi titular na direita e deve continuar assim, mas pela esquerda, será preciso buscar uma alternativa, porque Alex Sandro continua machucado.

A vitória fez a Juventus chegar a 66 pontos e ficar a quatro da Lazio, segunda colocada, que tem ainda um jogo a menos, já que esta segunda foi a abertura da rodada. A rodada continua nesta terça-feira e a Lazio volta a campo na quarta-feira, assim como a Inter, as duas principais concorrências da Velha Senhora.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore