A Premier League prepara-se para retomar suas atividades após a paralisação pela pandemia de coronavírus em 17 de junho. Serão apenas duas partidas, anteriormente adiadas por causa da final da Copa da Liga entre Manchester City e Aston Villa. O Liverpool, a poucos pontos de se sagrar campeão inglês pela primeira vez desde 1990, precisará esperar mais alguns dias, estendendo a saudade do treinador dos Reds, Jürgen Klopp.

“É inacreditável o quanto senti falta do futebol”, afirmou o alemão à BBC. “Eu sei que não é a coisa mais importante da vida, mas é minha paixão. Eu espero que as pessoas estejam ansiosas porque nós estamos”.

A Premier League tem desenhado protocolos para que o retorno do futebol seja feito com segurança, e Klopp determinou alguns próprios para os seus jogadores, o uso de máscaras e luvas sempre que forem sair de casa. Ele não entende por que tem sido uma prática tão pouco comum na Inglaterra.

“Ajudou muito na Alemanha. Não sou especialista, mas ajudou muito lá. Dissemos aos rapazes: se forem para qualquer lugar, queremos que usem máscaras e luvas, para que, do ponto de vista deles, nada possa acontecer. Os maiores riscos para os humanos são os humanos. Somos nosso maior inimigo, então temos que nos manter disciplinados e vamos fazer isso”, disse.

Klopp tem confiança que os ambientes de treinos e jogos serão seguros. “Parece 100% um ambiente seguro, mas nunca podemos ter certeza de que será e que não teremos infecções. Ainda temos uma vida normal, os rapazes são muito disciplinados, 11 semanas até agora, o que para pessoas dessa idade é um desafio. Para todos nós é um desafio, para eles especialmente”, disse.

“Espero que todos os outros clubes também consigam permanecer assim, mas o ambiente em si, centro de treinamento, as partidas, isso será 100% seguro. Todos estão fazendo tudo que você pode imaginar para que nada aconteça ali. Os garotos estão, fisicamente, em ótima forma. Não estou preocupado com eles”, acrescentou.

Aliás, segundo Klopp, alguns dos jogadores do Liverpool se reapresentaram em melhor forma depois da paralisação do que no começo da temporada. “Quando começarmos, será depois de quatro semanas, três semanas com treinos de contato. Isso deve ser o suficiente, tem que ser o suficiente”, afirmou.

O Liverpool pode selar o título com vitória sobre o Everton, se o Manchester City perder para o Arsenal, em um dos dois primeiros jogos do retorno, mas nem assim Klopp baixa a guarda. “É legal pensar nisso, mas ainda não somos campeões e sabemos disso. Sabemos que estamos perto, mas perto ainda não é o bastante. Há 27 pontos restantes para nós e vamos tentar ganhar todos eles. Ainda não somos campeões. Temos que disputar jogos de futebol e precisamos vencê-los”, disse.

As restrições para coibir a disseminação do coronavírus impedirão grandes comemorações pela quebra de jejum do Liverpool, mas Klopp garantiu que, quando for seguro reunir muitas pessoas, haverá um desfile em carro aberto pela cidade com o troféu. “Se formos campeões, qualquer comemoração possível faremos internamente e com nossos torcedores no momento em que for permitido fazê-lo. Posso prometer que, se isso acontecer, haverá uma parada também. Quando? Não importa! Precisamos apenas de um dia em que todos podem ir e faremos isso”, encerrou.

.