Jovetic, Lewandowski, Hamsik: Os craques do leste europeu viveram um sábado imparável

Protagonistas notáveis de suas seleções, os três jogadores brilharam na rodada das Eliminatórias

Algumas seleções depositam suas esperanças nos ombros de grandes destaques. É assim com Montenegro, Eslováquia e Polônia. Stevan Jovetic, Marek Hamsik e Robert Lewandowski são referências naturais de seus países, não apenas por aquilo que significam, mas também pelo que fazem em campo. E, particularmente neste sábado, os três fizeram muito. Grandes gols e atuações notáveis, que permitiram as vitórias de suas equipes nacionais, sonhando com a classificação à Copa do Mundo.

Lewandowski teve exibição dominante contra a Romênia. O centroavante marcou os três gols no triunfo da Polônia por 3 a 1, em Varsóvia. Anotou dois tentos cobrando pênalti, além de demonstrar a sua presença de área fazendo outro de cabeça. Resultado que não apenas mantém a liderança isolada do Grupo E com os poloneses, seis pontos à frente da concorrência, como deixa o matador no topo da lista de artilheiros das Eliminatórias. O craque do Bayern de Munique soma 11 tentos em seis partidas, empatado com Cristiano Ronaldo.

Também pelo Grupo E, Montenegro passou o carro sobre a Armênia. Goleada por 4 a 1 em Podgorica, também com tripleta de Jovetic. E o atacante caprichou, com três pinturas. Fatos Beciraj abriu o placar, enquanto o camisa 10 deu conta do show na sequência. No primeiro tempo, limpou bonito a marcação antes de bater rasteiro. Já na segunda etapa, acertou um chutaço no ângulo, antes de encerrar a goleada com um voleio. O jogador soma seis tentos nas Eliminatórias e seu país é o segundo na tabela de classificação da chave, empatado com a Dinamarca, mas seis pontos atrás dos líderes poloneses.

Por fim, Marek Hamsik não foi tão implacável quanto os seus colegas, mas deixou sua marca com maestria. A Eslováquia derrotou a Lituânia por 2 a 1 em Vilnius. Com assistência do camisa 17, Vladimir Weiss inaugurou o marcado. Já o meio-campista fez o segundo, em cobrança de falta cirúrgica, antes que os lituanos descontassem nos acréscimos do segundo tempo. Os eslovacos permanecem na segunda colocação do Grupo F, agora dois pontos atrás da líder Inglaterra.