Jogadores são assaltados logo após dérbi na quarta divisão italiana

O Torres, da quarta divisão italiana, visitou o arquirrival Olbia em um dérbi local da Sardenha pela Serie D e saiu da casa do adversário com uma vitória por 2 a 0. O que tinha tudo para ser uma tarde apenas para celebração acabou virando fonte de grande dor de cabeça para três jogadores da equipe em especial, que acabaram agredidos e assaltados logo após a vitória no clássico.

VEJA TAMBÉM: Serie A recomeça como parou: com Dybala e a Juventus voando

Segundo a Gazzetta dello Sport, meia hora após o fim do jogo, três jogadores se afastaram dos outros atletas e acompanhavam a namorada de um deles até seu carro, enquanto o restante do elenco se dirigia ao ônibus. Durante a rápida caminhada, cinco pessoas abordaram o trio e começaram as agressões.

Os assaltantes levaram um iPad e dinheiro das vítimas, e, enquanto um deles, mascarado, fugiu rapidamente, os outros quatro seguiram agredindo os atletas até serem interrompidos por seguranças do Torres. A polícia chegou pouco depois ao local e já iniciou as investigações.

O mais curioso de tudo é que, de acordo com o jornal italiano, o Estádio Bruno Nespoli estava sob forte segurança, contando inclusive com a proibição da venda de bebidas alcoólicas e de torcedores visitantes em suas arquibancadas. Nada que impedisse a peculiar (e lamentável) situação a qual estiveram sujeitos os jogadores.