A greve dos jogadores na Itália chegará ao fim, de acordo com as informações divulgadas neste domingo. Um acordo temporário entre a associação de jogadores (AIC) e a Lega Calcio, que representa os clubes, deve ser assinado nesta segunda-feira.

“O acordo coletivo de trabalho entre os jogadores e a Serie A será assinado na segunda pela manhã ou à tarde, há apenas alguns detalhes técnicos que faltam ser resolvidos”, uma fonte anônima revelou à agência Ansa. O acordo irá permitir que a Serie A comece enquanto os envolvidos ainda negociam os termos de um acordo coletivo definitivo.

Dois pontos são razões para a falta de acordo entere as partes, que não chegaram a um acordo desde o final do último contrato coletivo, ao final da temporada 2009/10. A AIC não aceita que jogadores sejam obrigados a treinar afastado do elenco principal, assim como temem que os jogadore serão obrigados a aceitarem transferências no seu última ano de contrato. Além disso, havia uma discussão sobre quem pagaria o novo imposto do país, chamado de “imposto de solidariedade”. Como o govero retirou o imposto, esse ponto não está mais em discussão.

“As condições que a AIC requisitaram para assinar o acordo estão no lugar”, garantiu a federação de futebol italiano (FIGC) em comunicado na sexta-feira. “Então a temporada deve começar no próximo final de semana”.