O Benfica se coloca entre os clubes mais engajados da Europa na corrente de solidariedade em meio ao combate ao coronavírus. Os encarnados doaram €1 milhão para a compra de equipamentos médicos ao Serviço Nacional de Saúde (SNS) de Portugal, além de auxiliarem três mil idosos isolados com a oferta de cestas básicas através da Fundação Benfica. Já nesta semana, os próprios jogadores anunciaram sua iniciativa, com uma doação massiva de equipamentos emergenciais ao SNS.

Segundo nota oficial emitida pelo clube, o elenco do Benfica realizou um financiamento coletivo interno e direcionou o dinheiro arrecadado à compra de materiais. Foi possível adquirir 51 mil máscaras, 540 mil pares de luvas, 750 óculos especiais de proteção, 750 vestimentas térmicas e 200 termômetros infravermelhos. Todos os equipamentos serão utilizados pelos profissionais de saúde do SNS e seus pacientes em hospitais de Lisboa.

“Neste tempo em que Portugal e o mundo combatem a pandemia de COVID-19, os jogadores do plantel de futebol profissional do Benfica marcam, de forma continuada, gols decisivos a favor da solidariedade”, escreveu o clube. “O equipamento e o material de proteção médica e hospitalar, de enorme urgência para quem está na linha da frente desta luta global contra a pandemia, chegará a Lisboa nos próximos dias”.

O Benfica ainda apontou que os jogadores profissionais também haviam participado de uma doação de alimentos à Fundação Benfica. Foram arrecadados cerca de 5,5 de toneladas em comida. Os esforços serão direcionados à Comunidade Vida e Paz, instituição que presta apoio às pessoas sem abrigo ou em vulnerabilidade social em Lisboa.