No estádio Guiseppe Meazza, em Milão, os jogadores de Milan e Ganoa já estavam em processo de aquecimento quando saiu a decisão da FIGC de adiar todas as partidas do final de semana na Itália, em luto pela morte de Piermario Morosini. Os jogadores então silenciaram e começaram a lamentar a morte do colega de profissão com os companheiros de jogo.

Antonini, Gilardino, Ibrahimovic, Yepes, Frey e até o chefão milanista, Galliani, com o técnico do Genoa, Alberto Malesani. Muntari, que jogou com Morosini na Udinese, era dos mais emocionados. E tudo isso debaixo de chuva.

Os torcedores presentes, quando foi anunciado o cancelamento dos jogos, inicialmente vaiaram a decisão, mas depois aplaudiram a iniciativa da FIGC.