A EA Sports divulgou nesta quinta-feira (20) novidades do DLC da Copa Libertadores para Fifa 20, que chega em 3 de março. Confirmando vazamentos desta semana, todas as equipes brasileiras chegarão com elencos genéricos no jogo. Por outro lado, o nível de autenticidade das outras equipes sul-americanas é sem precedentes na série Fifa e deverá incluir ainda dois estádios argentinos novos: o Cilindro, do Racing, já confirmado, e o Estádio Libertadores de América, do Independiente, segundo influenciadores que cobrem o jogo.

Desde a primeira divulgação da inserção da Libertadores no Fifa, tudo o que os fãs brasileiros queriam saber é se as equipes nacionais viriam com seus jogadores reais. Infelizmente, a dúvida foi sanada de maneira negativa. Por questões jurídicas, os times brasileiros têm craques genéricos como Fredditinho e Tramontinaldo em seus planteis.

Enzo Chissano, Fredditinho e Nuno Padrenda são alguns dos craques do Palmeiras no jogo (Divulgação)

Isso acontece porque, diferentemente de como acontece em todo o mundo, no Brasil não há um órgão único com o qual negociar a cessão da imagem dos atletas. Em países como Inglaterra e Itália, ao se negociar com a liga, a utilização dos jogadores já está coberta. Por aqui, seria preciso negociar individualmente com cada atleta.

Quem não sofre do mesmo problema é, por exemplo, a Argentina, que terá um nível de detalhamento grande no DLC da Libertadores. Muitos atletas terão faces reais, que já vêm sendo adicionadas ao longo do tempo, e Racing e Independiente deverão ter seus estádios no jogo. O Cilindro já foi confirmado, como você pode ver no vídeo abaixo, e o Estádio Libertadores de América, embora não tenha sido oficialmente anunciado, deve ser o segundo novo palco da atualização, segundo relatos de criadores de conteúdo de Fifa.

São três as competições da Conmebol adicionadas ao Fifa 20: Copa Libertadores, Copa Sul-Americana e Recopa. Os torneios estarão disponíveis nos modos de jogo Partida Rápida, Torneio e Carreira. Entretanto, há um parêntese para este último.

Segundo vídeo publicado pelo youtuber MuuhPro, um dos influenciadores convidados pela EA para o evento do DLC em Buenos Aires, não será possível pegar times exclusivos da Konami para começar um modo Carreira, como o Flamengo. Será, entretanto, possível começar o modo de jogo com equipes que já estavam presentes na liga brasileira, como o Grêmio, e levá-las à Libertadores. Sem, é claro, os jogadores verdadeiros do Tricolor.

Racing com seus jogadores reais e faces fieis à realidade (Divulgação)

O modo de jogo online mais popular de Fifa também recebe adições com a novidade. O Ultimate Team deverá ter mais de 500 jogadores da Conmebol (mais uma vez, nenhum deles de times brasileiros). São ainda 76 novas faces de atletas, como as do Racing que podemos ver acima, e o DLC deverá ocupar 4,8 Gb nos consoles. Boca Juniors e River Plate, duas equipes tradicionais não licenciadas anteriormente, só poderão ser usadas com seus símbolos e uniformes reais nos modos de jogo citados acima, e não no modo Carreira.

Entramos em contato com a EA Sports para confirmar algumas das informações extraoficiais citadas acima, como a do estádio do Independiente, e também para saber se há algum posicionamento oficial sobre a impossibilidade de se acrescentar jogadores brasileiros reais à DLC. Atualizaremos a nota se tivermos alguma resposta.