O defensor irlandês Clive Clarke, do Leicester City, se recupera bem no hospital após sofrer duas paradas cardíacas no intervalo da partida contra o Nottingham Forest, terça-feira, pela segunda fase da Copa da Liga Inglesa. O jogador de 27 anos teve uma noite “estável”, segundo os médicos responsáveis, e permanece em observação por tempo indeterminado.

“Encorajadoramente, Clive está melhorando e se sente bem à vontade. O importante é apenas que ele melhore”, disse o presidente do Leicester, Milan Mandaric. Clarke precisou ser reanimado com um desfibrilador, e já estava consciente quando chegou de ambulância ao Queens Medical Centre, em Nottingham.

“É triste quando você vê um jovem homem desmaiando e caindo no chão”, prosseguiu Mandaric. “Não é algo que se aceite facilmente, mas o mais importante agora é ele sair do hospital e seguir com seu futebol”.

O empresário do jogador, Gary Mellor, admitiu que o fato ocorrido horas depois da morte de Antonio Puerta, jogador do Sevilla, intensificou a preocupação da família: “Os familiares estão muito chateados, especialmente depois do que aconteceu com Puerta. Simplesmente esperamos que ele fique bem”.

A partida foi suspensa no intervalo, com o placar de 1 a 0 para o Forest, e será recuperada no dia 18 de setembro.