Uma das principais bandeiras empunhadas pela Fifa é a do Fair Play. A entidade internacional sempre prega a boa conduta e o respeito entre os jogadores, por mais que às vezes seja difícil levar isso em conta no calor da partida. Mas, e quando a própria arbitragem ignora esses princípios? Um bom exemplo disso foi dado na partida entre Al Nahda e Al Ittihad, pelo Campeonato Saudita.

O lance curioso foi protagonizado por Jobson, aquele, ex-jogador do Botafogo e do Bahia. Famoso pelas encrencas que colecionou na carreira, o brasileiro demonstrou uma solidariedade enorme com o goleiro Taisir Al Antaif, parando para amarrar as chuteiras do adversário. Entretanto, o árbitro não foi tão compreensivo com a atitude do atacante do Al Ittihad.

O juiz resolveu levar a regra ao pé da letra e marcou falta contra o Al Nahda, indicando que o goleiro segurou a bola por mais de seis segundos. Uma bobagem gigantesca, compensada com outro ato digno do Al Ittihad. O meia Leandro Bonfim cobrou a falta para fora, devolvendo a bola para o time adversário. Motivo suficiente para amplos aplausos da torcida, que ainda viu o jogo “entre amigos” acabar em um sugestivo empate por 4 a 4.