Japão parece vir forte na Copa da Ásia 2015. Já a Coreia do Sul…

Samurais de Javier Aguirre mostraram bastante evolução na última série de amistosos

Nos amistosos de novembro, várias seleções asiáticas entraram em campo para testar seus elencos visando à Copa da Ásia 2015, que será disputada na Austrália, entre os dias 9 e 31 de janeiro. Os japoneses tiveram o comando do técnico mexicano Javier Aguirre pela quinta e sexta vez e começam a sentir alguma evolução no time. Para os padrões asiáticos, claro. Já a Coreia do Sul do técnico alemão Uli Stielike continua uma incógnita.

Japoneses favoritos?

O Japão de Javier Aguirre ainda não tinha tido bons resultados nos amistosos anteriores, mesmo diante de seleções bem mais fracas. Ganhar de apenas 1 a 0 da Jamaica foi um problema, assim como perder a quatro gols com bastante facilidade para o Brasil. Contra Honduras, os japoneses precisavam de uma grande exibição e ela aconteceu.

Em grande partida do habilidoso meia Keisuke Honda, do Milan, que assumiu de fato o protagonismo que Shinji Kagawa ainda não demonstra ter condições de reter para si, o Japão goleou a fraca seleção de Honduras por 6 a 0, com um gol de Honda e até do veterano Yasuhito Endo, 34 anos, que tem cerca de 150 convocações pela seleção.

O resultado diante de Honduras não pode ser considerado sensacional, mas serviu para motivar a equipe para o segundo amistoso do mês. Agora sim um teste à altura, o Japão encarou a Austrália e venceu por 2 a 1, com o gol adversário sendo anotado já nos acréscimos.

Kagawa continuou meio sumido na partida e Honda precisou se desdobrar ofensivamente, cumprindo o que dele se esperava. Shinji Okazaki, do Mainz 05, não nutre muita esperança no futebol europeu, mas tem 40 gols em 84 partidas com a seleção  e marcou o seu na partida, mostrando que pode ser importante na Copa da Ásia. Dentre os principais adversários, o Japão é o mais forte e o favorito ao título continental. Mas Javier Aguirre sabe que precisará de Kagawa em boa forma para não ser surpreendido.

Preparação. O único amistoso anunciado até a Copa da Ásia 2015 será em 21 de dezembro, diante da fraca seleção da Malásia, nos domínios do adversário.

Japão na Copa da Ásia. Os japoneses terão vida fácil na primeira fase do torneio asiático. A equipe está no Grupo D, ao lado de Jordânia, Iraque e Palestina. A obrigação é de três vitórias.

Fase ruim na Coreia do Sul

Os sul-coreanos ainda não engrenaram nos amistosos depois da Copa do Mundo 2014, mesmo com o time considerado titular em campo. A Coreia do Sul teve dificuldades para enfrentar a Jordânia no calor da capital Amã, vencendo por apenas 1 a 0. O gol foi marcado pelo meia Han Kyo-won, do campeão nacional Jeonbuk Motors, apenas em sua quarta convocação. Detalhe curioso é que a Jordânia conseguiu perder para a Estônia, que no jogo anterior teve a proeza de empatar sem gols diante de San Marino, interrompendo sequência de 61 derrotas do adversário.

Na segunda partida, a Coreia do Sul encarou 35 mil torcedores em Teerã, perdendo por 1 a 0, com gol já no final da partida. O Irã continua com o técnico português Carlos Queiroz, que comandou o time no Mundial do Brasil, e ele vem mesclando muito bem veteranos e jovens.

São dez atletas na casa dos 30 anos e alguns bons valores, como o atacante Sardar Azmoun, 19 anos, desde 2013 no Rubin Kazan (Rússia) e autor do gol iraniano. O Irã parece estar à frente dos sul-coreanos, que não conseguem renovar a seleção a tempo de conseguir resultados.

Com média de idade na casa dos 25 anos, o time é jovem, mas ainda depende dos veteranos Cha Du-Ri, 34 anos, que passou vários anos na Alemanha e hoje defende o FC Seoul, e Lee Dong-gook, 35, do Jeonbuk Motors, este não convocado dessa vez.

A decepção Park Chu-young, que um dia foi do Arsenal, continua tendo chances na seleção e ficou em campo os 90 minutos no primeiro jogo e entrou na etapa final diante do Irã. Não fez muita coisa e é reserva no Al Shabab (Arábia Saudita), com participação em três das nove partidas do time na liga local, com um gol marcado. Nem a Europa o quer mais. Uli Stielike tem pouco tempo para ajeitar a Coreia do Sul para a Copa da Ásia.

Preparação. Não há notícia de amistosos preparatórios para a Copa da Ásia em dezembro.

Coreia do Sul na Copa da Ásia. Os sul-coreanos estão no Grupo A e vão enfrentar Omã, Kuwait e Austrália, nessa ordem. Duas vitórias nos dois jogos iniciais devem classificar a equipe, que não pode depender de um triunfo contra os australianos para seguir adiante. Omã não parece ser um adversário tão forte longe do calor de Muscat, capital do país. O Kuwait sequer chegou à fase final das eliminatórias asiáticas para o Mundial 2014.

Outras seleções

Arábia Saudita. Os sauditas querem muito recuperar o prestígio no continente e estão treinando pesado para a Copa da Ásia. Foram quatro amistosos em novembro, com vitórias diante de Palestina (2 a 0), Bahrein (3 a 0) e Iêmen (1 a 0), além de empate contra o Catar (1 a 1). A equipe participa da Copa das Nações do Golfo e vai pegar os Emirados Árabes nas semifinais. Ou seja, mais jogos de preparação até a Copa da Ásia. A Arábia Saudita está no Grupo B, com China, Uzbequistão e Coreia do Norte.

China. Os chineses também estão na chave B e não tiveram muito a comemorar nos amistosos. A China empatou com seleções consideradas fracas, com Nova Zelândia (1 a 1) e Honduras (0 a 0). As duas partidas foram em casa, o que torna os resultados ainda mais decepcionantes. Em dezembro, os chineses entrarão em campo mais quatro vezes, mas a qualidade dos adversários não anima muito: Quirguistão (duas vezes), Palestina e Omã, este a seis dias do início da Copa da Ásia.

Curtas

– A seleção da Malásia trocou recentemente de treinador e apostou as fichas num nome local. Porém, Dollah Salleh já sofre incrível pressão pelos maus resultados nos dois amistosos de preparação para a AFF Suzuki Cup, que reúne os países do sudeste asiático. A Malásia levou de 3 a 0 da Síria e perdeu de 3 a 1 para o Vietnã, comprovando o péssimo momento atual. A equipe é a 156ª colocada no Ranking Fifa, atrás de Liechtenstein, e vai enfrentar seleções mais fortes no torneio regional, como Cingapura e Tailândia, além de Mianmar.

– A Coreia do Norte está na fase final da Copa do Leste Asiático, onde vai encarar China, Coreia do Sul e Japão – provavelmente alguns times B. A equipe venceu Hong Kong (2 a 1) e Guam (5 a 1) e empatou com Taiwan (0 a 0) na fase preliminar 2. Em dois amistosos, os norte-coreanos empataram com o Bahrein (2 a 2) e perderam para o Catar (3 a 1).