O Japão tropeçou de forma inesperada com o eliminado Iraque, ao empatar por 1 a 1, e embolou a disputa por uma vaga na Copa do Mundo 2018. A classificação, que parecia tranquila, pode dar uma boa complicada, porque os japoneses têm dois confrontos diretos nas duas últimas rodadas neste Grupo B.

LEIA TAMBÉM: Goleada da Argentina sobre Cingapura serviu para Papu Gómez desfilar categoria

Os japoneses estão com 17 pontos, um a mais que Arábia Saudita e Austrália, segundo e terceiro colocados. Restam dois jogos para o final das Eliminatórias e dois times garantem classificação direta, enquanto o terceiro disputa uma repescagem asiática, antes de chegar à repescagem continental. O problema é que os dois últimos jogos do Japão são justamente contra Austrália e Arábia Saudita.

Caso tivessem vencido, os japoneses estariam a um passo de classificar-se para a Copa. Com 19 pontos, teria três de vantagem. Com os 17 pontos e com australianos e sauditas com a faca no pescoço, os dois jogos devem ser tensos. Na próxima rodada, o Japão recebe a Austrália e estará classificado com uma vitória. Se não vencer, pode ter que decidir a sua vaga fora de casa contra a Arábia Saudita, que deve estar na disputa. Uma situação que pode se complicar.

Coreia do Sul se enrolou com derrota

Se o Grupo B tá uma bagunça, o A não tá muito diferente. A Coreia do Sul, uma das potências do continente, tropeçou feio nesta terá-feira e se meteu em uma situação de risco. O time perdeu do Catar, fora de casa, por 3 a 2 e agora terá duas rodadas complicadas pela frente.

A Coreia do Sul tem 13 pontos e é segunda colocada do grupo. O Irã, líder com 20, já está classificado à Copa. O Uzbequistão é o terceiro com 12 pontos. Na próxima rodada, os sul-coreanos enfrentam o Irã em Seul. O fato dos iranianos já estarem na Copa não alivia muito, porque o time não tomou um gol sequer. Será uma missão espinhosa vencer o jogo. O Uzbequistão, por sua vez, terá a China pela frente. Os jogos serão no dia 31 de agosto.

Na rodada final, no dia 5 de maio, o confronto é direto: Uzbequistão x Coreia do Sul em Tashkent. Mesmo que a Coreia do Sul vença o Irã, se o Uzbequistão também vencer os dois times continuarão separados por um ponto e aí será preciso segurar os uzbeques para ficar com um empate. Se a Coreia do Sul tropeçar no Irã e o Uzbequistão vencer, a última rodada pode ser dramática aos sul-coreanos: ter que vencer na casa do adversário. Missão duríssima.

Tudo isso considerando apenas Coreia do Sul e Uzbequistão. A Síria, com nove pontos, ainda não está eliminada. Enfrenta o Catar, que tem sete pontos, em um duelo pela sobrevivência. Se os sírios vencerem, chegam à última rodada com 12 pontos. Caso o Uzbequistão e a Coreia do Sul percam seus jogos, a situação pode estar bem embolada. Na última rodada, a Síria enfrenta o Irã, que é o que complica sua situação. Os catarianos, se vencerem, ainda precisam vencer a China na última rodada e torcer por derrotas dos rivais. Difícil acontecer.

Seja como for, o caldo está fervendo nas Eliminatórias da Copa na Ásia e Japão e Coreia do Sul, potências do continente, vivendo uma situação perigosa.