Não era exatamente um jogo difícil que o Real Madrid tinha pela frente contra o Almería. O domínio merengue no Estádio Santiago Bernabéu era evidente. No entanto, os visitantes souberam amarrar muito bem o jogo. Por 44 minutos, fizeram os madridistas temerem o empate por 0 a 0. Até que a genialidade falasse mais alto. Outra vez, James Rodríguez foi o nome da equipe de Carlo Ancelotti. Se o camisa 10 vive grande fase, ressaltou isso do melhor jeito: um golaço de fora da área, para abrir o caminho na vitória do Real por 3 a 0. Resultado importante para manter o clube na cola do Barcelona na liderança do Campeonato Espanhol.

VEJA TAMBÉM: James vai assumindo a responsabilidade em um momento importante ao Real Madrid

O gol da James, inclusive, lembrou muito sua principal obra-prima, o gol que valeu o Prêmio Puskás e a classificação da Colômbia às quartas de final da Copa de 2014. Não teve uma matada no peito tão classuda, mas contou com um chute igualmente potente e cheio de efeito. Nem se pulasse dois dias antes o goleiro Rubén conseguiria pegar a bola venenosa, que morreu rente ao travessão. A partir de então, a tranquilidade imperou as merengues.

Sem fazer tanto esforço, o Real Madrid encaminhou a vitória no segundo tempo. Aos quatro minutos, Kroos avançou pela direita e cruzou, para Dos Santos marcar contra o próprio patrimônio. Sem sofrer qualquer perigo, o time de Carlo Ancelotti nem impôs ritmo forte no ataque, mas conseguiu anotar o terceiro aos 39. Depois de cruzamento de Chicharito, Arbeloa fechou o placar.

A perseguição no topo do Campeonato Espanhol segue intensa. Faltando quatro rodadas para o final do torneio, o Barcelona continua dois pontos à frente do Real Madrid. E, neste momento, James é quem aparece como o motorista do possante merengue na tentativa de ultrapassagem. Será essencial principalmente no sábado, quando o Real visita o Sevilla, um adversário que não perde em casa há mais de um ano e já roubou pontos importantes do Barcelona. A Liga poderá ser decidida aí.