Vicente Zuccala não quis nem saber. Comprou passagem e foi para o Japão sentir o River Plate. Vê-lo é impossível, porque nasceu com deficiência visual e consegue apenas imaginar as cores da camisa do seu time de coração. Mas, de qualquer maneira, mesmo que os argentinos sejam batidos pelo Barcelona no domingo, a aventura de Vicente terá valido a pena. Ele teve a chance de conhecer um grande ídolo.

LEIA MAIS: Conheça Vicente, o torcedor cego que atravessou o planeta para sentir e apoiar o River no Mundial

O jogador da seleção argentina de futebol para cegos foi ao hotel do River Plate, em Yokohama, e foi recebido pelo técnico Marcelo Gallardo, que sentou com ele para bater um papo. Também conheceu o meia Lucho González.

“Marcelo me agradeceu por estar aqui. Lucho também. Vão fazer o jogo da vida deles e me receberam”, disse ao diário Olé. “Não conseguia imaginar ouvir esse Mundial de Clubes pela televisão ou pelo rádio”.

Vicente estará no estádio para a final do Mundial de Clubes, e em caso de uma improvável vitória do River Plate, festejará com seus companheiros, mesmo que isso signifique perder o avião. Em caso de derrota, pode voltar com a sensação de ter cumprido seus deveres como torcedores. E mais um pouco.