Serie A

Roma flertou com a decepção, mas, aos 50 minutos, Dzeko salvou os três pontos

A Roma quase passou por mais uma frustração nos minutos finais, mas, aos 50 minutos do segundo tempo, Edin Dzeko salvou os três pontos da vitória por 3 a 2 sobre o Frosinone, a terceira seguida do time de Eusebio di Francesco pelo Campeonato Italiano, mantendo-o a apenas um ponto do Milan, na briga por vaga na próxima Champions League.

LEIA MAIS: Nova estrela da Roma, Zaniolo tem Kaká como ídolo e sonha repetir De Rossi e Totti

Logo aos cinco minutos, a Roma entrou em pane. N’Zonzi deu um passe muito ruim, recolhido por Camillo Ciano, que bateu de fora da área. Robin Olsen espalmou para as próprias redes. Rapidamente, porém, os visitantes viraram a partida. Com dois gols relâmpagos, entre os 30 e os 31 minutos. Dzeko bateu a carteira de Goldaniga e chutou no canto para empatar. Logo em seguida, o atacante bósnio achou El Shaarawy, que finalizou para defesa de Sportiello. Pellegrini estava esperto e marcou no rebote.

Aos 35 minutos do segundo tempo, a defesa da Roma esqueceu que não é uma boa ideia marcar a bola em grupo. Surpreendida pelo lançamento de Molinaro, três jogadores abafaram Pinamonti, que tocou para Ciano. Os mesmos três locomoveram-se para marcar Ciano, que tocou para Pinamonti: 2 a 2. Não muito melhor, a defesa do Frosinone permitiu que De Rossi enfiasse para El Shaarawy, dentro da área. O cruzamento à meia altura bateu no corpo de Dzeko e entrou para fechar o placar.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo