ItáliaSerie A

Como Spalletti pediu: com dois gols em três minutos em campo, Totti vira para a Roma

Apesar de Totti ter marcado o gol do empate contra a Atalanta, no último domingo, houve mais um episódio do cabo de guerra entre ele e o técnico Luciano Spalletti. A Gazzetta dello Sport noticiou uma discussão acalorada entre os dois nos vestiários, que foi rapidamente negada pelo treinador. A Roma marcou uma reunião para apaziguar os ânimos. Nas entrevistas antes do jogo desta quarta-feira contra o Torino, ambos estavam mais calmos. Mas ainda sobraram algumas indiretas.

LEIA MAIS: Totti ressurge para salvar o empate da Roma após derrocada incrível contra Atalanta

“Eu ainda tenho muito a dar pela Roma, mas não depende de mim”, disse Totti, que tem sido deixado de lado desde o retorno de Spalletti ao clube italiano, em janeiro, com pouco mais de duas horas de ação pela Serie A nesse período. O técnico disse que de fato cobrou alguns jogadores nos vestiários do empate contra a Atalanta, inclusive Totti. “Eu fiquei bravo com ele porque, em 15 minutos em campo, ele poderia ter marcado dois gols, mas só fez um”, afirmou.

Seu desejo é uma ordem, caro Spalletti.

Totti entrou em campo aos 40min30s da partida contra o Torino, nesta quarta-feira. A Roma perdia por 2 a 1. Aos 40min50s, o capitão empatou a partida, completando cobrança de falta na segunda trave. Aos 44mins10s, Toti cobrou pênalti e concretizou a virada que encaminha muito bem a vaga do clube na próxima Champions League.

 

Com a derrota da quarta colocada Internazionale para o Genoa, são sete pontos de diferença, a quatro rodadas do final. Considerando que Totti foi decisivo com um gol contra a Atalanta, no 3 a 3, e uma assistência na igualdade por 1 a 1 com o Bologna, na rodada anterior, o camisa 10 pode cobrar crédito por todos os últimos cinco pontos que a Roma conquistou.

Spalletti também disse que a imprensa erra quando confunde o capitão com o clube, de tantas glórias e ídolos. “Totti e Roma são coisas diferentes,” disse o treinador, que tem tem um pouco de razão, embora sua resistência a dar mais minutos de jogo para o atacante ainda precise ser esclarecida.

Mas admitiu que, nessas duas partidas anteriores, Totti salvou a Roma. E, hoje, voltou a fazê-lo.

 

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo