Serie A

Atalanta evita quarta vitória seguida da Salernitana com um gol nos minutos finais

O time de Bergamo chega à final da temporada se arrastando e precisa tirar três pontos para os times da capital para pelo menos jogar a Liga Europa

Na zona de rebaixamento, a Salernitana está em plena ascensão. Entrou em campo em Bergamo nesta segunda-feira com três vitórias consecutivas pelo Campeonato Italiano e estava ganhando a quarta até os 43 minutos do segundo tempo, quando Mario Pasalic empatou em 1 a 1 e salvou um ponto para a Atalanta.

Com apenas quatro vitórias em 2022 pela Serie A, e uma nas últimas seis rodadas, a Atalanta está se arrastando neste final de temporada, sem chance de Champions League e precisando tirar três pontos para Roma ou Lazio para disputar a próxima Liga Europa. Pode ficar fora até da Conference se não melhorar porque a Fiorentina, em oitavo lugar, tem os mesmos 56 pontos.

Giorgio Scalvini e Remo Freuler fizeram as primeiras tentativas do time da casa nesta segunda-feira, da entrada da área, ambas defendidas pelo goleiro Luigi Sepe – batendo rouba no chute de Freuler. Aos 27 minutos, Pasquale Mazzochi lançou para Milan Duric, que ajeitou de cabeça para a pequena área. Éderson chegou batendo para abrir o placar.

A Salernitana continuou perigosa. Juan Musso teve que fazer boas defesas para frustrar Emil Bohinen e uma cabeçada muito perigosa de Lassan Coulibaly, ainda no primeiro tempo. Depois do intervalo, Simone Verdi saiu livre nas costas da defesa, invadiu a área e bateu rasteiro. Musso fez grande defesa com os pés.

O gol de empate da Atalanta saiu apenas aos 43 minutos do segundo tempo. Um lindo passe de Ruslan Malinovskyi atravessou todo o time da Salernitana e encontrou Pasalic dentro da área. Com um chute cruzado, o croata evitou um resultado pior para os donos da casa.

.

.

Standings provided by SofaScore LiveScore

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo