La LigaPremier LeagueSerie A

As coisas mais promissoras que lemos hoje

Alli saiu da terceirona para encantar a torcida do Tottenham

Felipe Portes, do Total Football Corp, conta a trajetória da principal revelação dos Spurs na temporada, saindo do MK Dons para brilhar pelo time londrino e já conquistar lugar na seleção inglesa.

Edwards, o inglês com jeitinho brasileiro

Caio Alves, especialista em categorias de base do Alambrado, introduz ao público brasileiro outro jovem talento do Tottenham: Marcus Edwards, meio-campista driblador que é também destaque das seleções de base da Inglaterra.

Árbitro ganha até R$ 100 mil no Brasileiro, menos que na Europa

Guilherme Seto, da Folha de S.Paulo, traça um panorama de quanto ganham os árbitros de maior destaque do país em comparação com seus colegas europeus, e o Brasil está consideravelmente atrás.

Brucutu, Mão de Onça, Dimenor… os melhores nomes e apelidos da Copinha 2016

Nomes inusitados não faltam no futebol brasileiro, e eles costumam pipocar com maior incidência na Copa São Paulo. Bernardo Pombo, do GloboEsporte.com, reuniu os mais peculiares da edição deste ano do torneio.

A vice Juventus: a supremacia holandesa em 1973

Murillo Moret, blogueiro de Juventus no ESPN FC, dá início a uma série em que narrará as vezes em que a Juventus, atual vice-campeã da Champions League, bateu na trave na busca pela maior conquista europeia.

Quem é beneficiado pelo silêncio de Neymar frente a mais um episódio de racismo?

Rafael Nardini, do Brasil Post, problematiza o silêncio de Neymar diante dos insultos racistas, reconhecendo o papel do craque como vítima, mas lembrando o benefício que poderia trazer ao debate caso se posicionasse.

Mostrar mais

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo