ItáliaSerie A

Passeio sobre a Inter credencia início arrasador da Roma

O começo arrasador da Roma nesta temporada teve neste sábado seu ápice. Após seis vitórias em seis partidas no Campeonato Italiano, os romanos tinham pela frente seu maior desafio até agora: a Internazionale, no Giuseppe Meazza. Os Nerazzurri também faziam boa campanha, mas não representaram perigo para a supremacia do time de Rudi Garcia. Comandado por um inspirado Francesco Totti, o time da capital não tomou conhecimento da Inter e construiu apenas no primeiro tempo uma vitória imponente por 3 a 0. O resultado mostra que a performance da Roma na temporada até agora não é apenas fogo de palha. O clube é, sim, forte candidato a conquistar a Lega Calcio.

Antes do início da 7ª rodada, a Roma já tinha os melhores ataque e defesa do Campeonato Italiano, com 17 gols marcados e apenas um sofrido. Imponente em seu melhor início de campeonato na história, o clube giallorosso teria na Inter um grande desafio a esses números. No entanto, a partida serviu apenas para confirmar a força do elenco romano. Além da força ofensiva evidenciada pelo placar, o time foi intransponível na defesa. Os Nerazzurri não fizeram partida ruim, mas a marcação da Roma foi muito intensa, mesmo para um ataque que fez 7 a 0 sobre o Sassuolo há duas semanas.

Ao final da partida, a pergunta que ficou para quem viu o jogo foi: quem irá parar o líder italiano? Se antes já parecia uma tarefa muito difícil, uma vitória como essa apenas dá mais confiança ao elenco de Rudi Garcia. Foi o tipo de partida que credencia um time como candidato a título em uma competição.

Destaque do jogo

Francesco Totti – Após as seis assistências nas seis primeiras rodadas, Totti trocou o papel de garçom pelo de artilheiro contra a Inter. Foram dois gols, um deles em um belo chute de fora da área. Nem por isso a qualidade de seu passe ficou em segundo plano no jogo. O meia teve 90% de precisão na distribuição de bola, e o terceiro tento da Roma, marcado por Florenzi, nasceu de um contra-ataque iniciado com um belo toque do Capitano ainda na defesa romanista.

Momento-chave

A Roma provou que se faz, sim, gols nos cinco minutos finais do primeiro tempo. A partir da cobrança de pênalti de Totti aos 40 minutos, o líder do Italiano usou a reta final da etapa inicial para confirmar sua vitória, marcando o terceiro aos 44 e acabando com qualquer chance de reviravolta por parte da Inter.

Os gols

18’/1T – Gol da Roma! Ranocchia sai mal, time da capital recupera a bola, e Gervinho toca para Totti, que acerta um bonito chute rasteiro de fora da área para abrir o placar para o time da capital.

40’/1T – Gol da Roma! Pereira comete pênalti em Gervinho. Na cobrança, Totti bate com perfeição, no canto direito superior de Handanovic, para fazer 2 a 0.

44’/1T – Gol da Roma! Totti inicia contra-ataque no campo de defesa com passe para Strootman, que serve Florenzi. O italiano não desperdiça a oportunidade e chuta cruzado, para ampliar para 3 a 0.

Curiosidade

Com os dois gols de hoje, Francesco Totti chegou a 11 contra a Internazionale em jogos de Campeonato Italiano.

Formação inicial:

Inter Roma Campinho

Ficha técnica:

INTERNAZIONALE 0 x 3 ROMA

Internazionale Escudo Internazionale
Samir Handanovic, Juan Jesus, Andrea Ranocchia, Rolando Fonseca, Álvaro Pereira (Mauro Icardi, 46’/1T), Saphir Taider (Mateo Kovacic, 12’/2T), Esteban Cambiasso, Fredy Guarín (Diego Milito, 25’/2T), Yuto Nagatomo, Ricky Álvarez, Rodrigo Palacio
Técnico: Walter Mazzarri
Roma-escudo Roma
Morgan De Sanctis, Vasilis Torosidis, Leandro Castán, Mehdi Benatia, Federico Balzaretti, Miralem Pjanic (Rodrigo Taddei, 12’/2T), Daniele de Rossi, Kevin Strootman, Alessandro Florenzi (Marquinho, 31’/2T), Francesco Totti (Dodô, 36’/2T), Gervinho
Técnico: Rudi Garcia
Local: Estádio Giuseppe Meazza
Árbitro: Paolo Tagliavento
Gols: Totti (18’/1T e 40’/1T) e Florenzi (44’/1T)
Cartões amarelos: Juan e Álvaro Pereira (Internazionale); De Sanctis, Leandro Castán, Benatia, Balzaretti e Pjanic (Roma)
Cartões vermelhos: Balzaretti (Roma)

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo