ArgentinaItáliaMundial de ClubesMundo

Há 20 anos, Milan perdia Mundial de Clubes para o Vélez, “time de terceira divisão”

“Time de terceira divisão.” Foi assim que Fabio Capello definiu o Vélez Sarsfield após ver seu Milan perder por 2 a 0 para o campeão da Libertadores de 1994, há exatos 20 anos. Mesmo para um time que já não vivia o mesmo momento dos anos anteriores, a atuação rossonera foi bastante decepcionante. Não que isso mude o fato de que o Vélez vê aquele título como o mais importante de sua história.

VEJA TAMBÉM: Corinthians não tomava cinco gols duas vezes no ano desde 1961

Apesar da importância da conquista, o próprio Asad, atacante que decidiu o jogo participando da jogada do pênalti, convertido por Trotta, e anotando o segundo gol do duelo, falou sobre a fraqueza demonstrada pelos italianos, usando a final da Libertadores contra o São Paulo como parâmetro. “Sofremos para ganhar dos brasileiros. Aqui, contra este Milan, o São Paulo enfiaria uma goleada”, afirmou, em entrevista à Folha de S.Paulo, logo após a partida.

As palavras de Fabio Capello, técnico do Milan, também em entrevista ao jornal brasileiro, apenas corroboram os comentários de Asad. Mais uma vez, quem ficou com uma boa imagem foi o Tricolor. “A final do ano passado foi definitivamente mais espetacular. Os brasileiros do São Paulo são um time mil vezes melhor do que o Vélez. Perdemos hoje para uma equipe de terceira divisão. Estou muito nervoso com os meus jogadores, que, apesar da fragilidade incrível do adversário, atuaram como um grupo de velhos cansados. Não ganhou o melhor, mas o que cometeu menos erros. O Milan aprendeu que precisa pensar bem e reformular o seu futuro”, comentou o italiano, irritado, momentos após o confronto em Tóquio.

1999: Palmeiras perdeu título mundial para o Manchester United jogando melhor

O Milan havia começado aquele duelo no ataque, mas, nos 25 minutos em que foi superior, não conseguiu reverter em vantagem no placar. O Vélez Sarsfield eventualmente equilibrou o duelo e, logo no início do segundo tempo, aos cinco minutos, abriu o placar com Trotta, de pênalti. Asad fez o segundo apenas sete minutos depois, garantindo o título relativamente tranquilo dos argentinos – mas não por isso menos importante.

Veja os gols do jogo:

Confira a partida completa:

Documentário especial publicado pelo Vélez neste 20º aniversário:

Mostrar mais

Leo Escudeiro

Apaixonado pela estética em torno do futebol tanto quanto pelo esporte em si. Formado em jornalismo pela Cásper Líbero, com pós-graduação em futebol pela Universidade Trivela (alerta de piada, não temos curso). Respeita o passado do esporte, mas quer é saber do futuro (“interesse eterno pelo futebol moderno!”).

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo