BrasilItáliaMundo

Brasil e Itália satisfeitos com empate, por motivos diferentes

Os clichês não entraram em campo no jogo entre Brasil e Itália em Genebra. O empate por 2 a 2 foi melhor para o Brasil, que foi dominado na maior parte do tempo, embora tenha conseguido ameaçar nos contra-ataques, característica que se encaixa nos jogadores brasileiros e costuma funcionar nos jogos contra grandes seleções. O empate deixou os dois times satisfeitos, mas por motivos muito diferentes.

O time brasileiro não se encontrou. O esquema tático variou, com Oscar e Hulk fechando como meio-campistas pelos lados do campo e Neymar e Fred ficando avançados como atacantes. Nada disso importou, porque o que se viu foi a Itália melhor, especialmente no segundo tempo quando pressionou muito em busca do empate.

A Itália, um time pronto e muito forte no seu meio-campo, foi mais coletivo que o Brasil. Coletivamente, é um time preparado e muito forte, ainda que tenha tomado dois gols no primeiro tempo, sendo um deles dando muito espaço para o contra-ataque brasileiro.

O empate deixa os dois times satisfeitos. O Brasil por ter conseguido um empate por 2 a 2 com uma boa seleção, algo que é importante para um início de trabalho para dar confiança, como é o caso de Felipão. Já e a Itália de Cesare Prandelli pode sair satisfeita por ter mostrado coletividade e uma boa atuação contra uma seleção que é sempre forte.

Destaque do jogo

O Brasil deu muitos espaços na defesa, mesmo com uma dupla de volantes que teve uma atuação correta. Hernanes, por exemplo, deu qualidade à saída de bola e Fernando tentou cobrir os espaços. O Brasil não teve conjunto e a Itália, um time pronto e vice-campeão europeu em 2012, foi melhor praticamente o jogo todo, criando chances e colocando o Brasil em dificuldades.

Momento-chave

Grande defesa de Júlio César em chute de Balotelli, quando o jogo já estava 2 a 2. Defesa fundamental em um momento que a Itália vinha melhor e criando chances.

Os gols

33’/1T: GOL DO BRASIL!
Depois de uma bola rebatida para a lateral, Filipe Luís cruzou na segunda trave, o zagueiro desviou de cabeça e Fred, livre, mandou para a rede.

42’/1T: GOL DO BRASIL!
Oscar roubou a bola de De Sciglio no ataque e partiu em velocidade. Tocou para Neymar, que fez a jogada e devolveu para Oscar concluir bem e ampliar o placar, em um contra-ataque mortal.

9’/2T: GOL DA ITÁLIA!
Depois de escanteio, De Rossi completou uma bola que veio baixa, sem chances para o goleiro Júlio César.

11’/2T: GOL DA ITÁLIA!
Em um passe errado na saída de bola brasileira, a Itália roubou a bola, Balotelli recebeu e, de fora da área, chutou no ângulo para empatar o jogo.

Curiosidade

A Itália não vence o Brasil desde o jogo pela Copa de 1982, quando eliminou a seleção brasileira com uma vitória por 3 a 2.

Ficha técnica

BRASIL 2X2 ITÁLIA

Brasil escudo Brasil
Júlio César; Daniel Alves, David Luiz, Dante e Filipe Luís (Marcelo, 32’/2T); Fernando, Hernanes (Luiz Gustavo, 45’/2T) e Oscar (Kaká, 17’/2T); Hulk (Jean, 40’/2T), Neymar e Fred (Diego Costa, 24’/2T). Técnico: Luiz Felipe Scolari
Italia_escudo Itália
Gianluigi Buffon; Christian Maggio, Andrea Barzagli, Leonardo Bonucci e Mattia De Sciglio (Luca Antonelli, 29’/2T); Andrea Pirlo (Alessio Cerci, intervalo), Daniele De Rossi (Alessandro Diamanti, 36’/2T) e Riccardo Montolivo; Emanuele Giaccherini (Andrea Poli, 23’/2T); Pablo Osvaldo (Stephan El Shaarawy, intervalo) e Mario Balotelli (Alberto Gilardino,38’/2T). Técnico: Cesare Prandelli
Local: Estádio de Genève (Genebra-SUI)
Árbitro: Stephan Studer (SUI)
Gols: Fred, 33’/1T, Oscar, 42’/1T (Brasil), Daniele De Rossi, 9’/2T, Mario Balotelli (11’/2T)
Cartões amarelos: Fred, Hernanes, Filipe Luís (Brasil), Maggio, Poli (Itália)
Cartões vermelhos: Nenhum

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo