Itália

Em protesto às instituições, Parma confirma boicote e rodada terá 15 minutos de atraso

O que era esperado se confirmou. O Parma não vai entrar em campo para enfrentar o Genoa. O clube convive com uma crise financeira sem precedentes e teve que vender até os bancos do estádio Ennio Tardini para levantar dinheiro. Mas não foi por isso que o jogadores decidiram não entrar em campo no próximo domingo. Foi em protesto “às instituições”, segundo o capitão Alessandro Lucarelli. A rodada terá 15 minutos de atraso em todos os jogos pelo mesmo motivo.

LEIA MAIS: Alessandro Lucarelli, o filho de sindicalista que se tornou a alma do arruinado Parma

“Nós tínhamos um patrocinador preparado para pagar a viagem, então não foi apenas uma questão financeira. A decisão de não jogar foi tomada por causa da total falta de interesse das instituições do futebol. Nossa batalha não é apenas pelo Parma, mas estamos lutando pelo futebol, para garantir que isso nunca aconteça novamente”, disse.

Lucarelli critca as instituições por não terem protegido o clube e permitido que ele chegasse a essa situação. Desde dezembro, foi vendido duas vezes por € 1 e a dívida total chega perto dos € 200 milhões. Nas próximas semanas, precisa quitar  € 15 milhões. “Pedimos ajudas às instituições, pedimos proteção, e ninguém, eu repito, ninguém, exceto pela Associação dos Jogadores e a dos técnicos, nos deu atenção”, completou.

A Associação dos Jogadores inclusive organizou um protesto para a rodada deste fim de semana. Todos os jogos vão começar 15 minutos atrasado, número que equivale à dívida mais urgente que o Parma precisa pagar. Haverá uma reunião entre clubes e a liga italiana, em 6 de março, para discutir o caso. “Nem sabemos se vamos conseguir chegar ao dia 6 de março. Vamos sentar e avaliar”, disse Lucarelli. “Não é fácil parar de jogar, nem estamos fazendo isso por birra. Nossa chamada às armas é porque se o Parma chegou a essa situação, é porque alguém permitiu que chegasse”.

Você também pode se interessar por:

>>>> 20 grandes ídolos que nos fazem lembrar como o Parma já valeu bem mais de € 1

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo