Itália

Depois da briga de dois projetos, Parma 1913 vai jogar Serie D na Itália

A disputa entre dois projetos para ser o novo Parma acabou nesta segunda-feira. A Federazione Italiana Giuoco Calcio (FIGC) escolheu o Parma 1913 ao invés do Magico Parma e deu autorização ao primeiro para jogar a Serie D do Campeonato Italiano, equivalente à quarta divisão. O clube a região da Emília-Romanha abriu falência em abril, com uma dívida de € 200 milhões. Para continuar jogando, o clube precisava ser refundado e dois projetos foram apresentados. O vencedor é o do empresário Guido Barilla, dono da marca de produtos alimentícios Barilla, e venceu projeto concorrente, que tinha como Giuseppe Corrado, empresário da área de cinema, como fundador.

LEIA TAMBÉM: Parma terá que se inspirar em Fiorentina e Napoli e recomeçar na Serie D

O projeto Parma 1913 cumpriu todos os requisitos e foi aceito como filiado da FIGC. A licença do Parma FC, que faliu, foi revogada. Este é um procedimento normal. Clubes que faliram, como Fiorentina e Napoli, também tiveram que ser refundados com nomes diferentes. Anos depois, já recuperados, compraram o antigo nome de volta. A história do antigo clube é herdada pelo novo. O passo decisivo para o projeto do Parma 1913 vencer foi o apoio da prefeitura, que não apoiava o Magico Parma.

O vice-presidente do clube, Marco Ferrari, comemorou a inscrição. “Finalmente podemos começar. Não temos tempo a perder e temos muito trabalho a fazer”, disse o dirigente à Gazzetta. O presidente do clube é Nevio Scala, que dirigirá o clube com Luigi Apolloni como técnico.

O Parma pretende jogar no estádio Enio Tardini e os dirigentes pedem que os torcedores encham o estádio. “Nós iremos engatar a quinta marcha para fazer um time competitivo. Eu digo aos torcedores o que disse 20 anos atrás: eu espero encher o estádio. Eu sei que é difícil, mas eu espero que as pessoas entendam que nós queremos fazer um futebol diferente, limpo”, disse Scala, uma figura história do clube azul e amarelo como treinador entre 1989 e 1996. Os torcedores estão esperançosos de um recomeço. A imagem abaixo foi tuitada pelo vice-presidente do clube, Marco Ferrari.

Parma 1913

VOCÊ PODE GOSTAR TAMBÉM:
Alessandro Lucarelli, o filho de sindicalista que se tornou a alma do arruinado Parma
Lucarelli, para sempre: “Morri com o Parma e com o Parma quero renascer”

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo

Bloqueador detectado

A Trivela é um site independente e que precisa das receitas dos anúncios. Considere nos apoiar em https://apoia.se/trivela para ser um dos financiadores e considere desligar o seu bloqueador. Agradecemos a compreensão.