Um recorde de 80 anos caiu nesta sexta-feira. Com a vitória por 3 a 0 sobre a Bósnia pelas Eliminatórias da Eurocopa, a Itália comandada por Roberto Mancini chegou a 10 vitórias consecutivas, algo inédito na história do país. O recorde anterior era de uma das maiores lendas do futebol italiano: o técnico Vittorio Pozzo, campeão do mundo em 1934 e 1938, que tinha conseguido nove vitórias consecutivas em 1938/39. A diferença é que naquele recorde a Itália conseguiu um título crucial, a Copa de 1938.

Outro recorde, este que foi igualado, foi o número de vitórias em um ano, nove. Isso já tinha acontecido em 1990, 1994, 2000 e 2003. O recorde ainda pode aumentar mais, chegando a 10 vitórias seguidas só contando os jogos de Eliminatórias da Eurocopa, caso consigam vencer a Armênia, na próxima segunda-feira.

A 10ª vitória desta sequência veio com bastante tranquilidade. Dominou o jogo contra a Bósnia e abriu vantagem ainda no primeiro tempo. Aos 21 minutos, Francesco Acerbi abriu o placar em uma bela jogada, aproveitando rebote de um escanteio. Aos 37 minutos, Andrea Belotti tocou para Lorenzo Insigne, que chutou fraquinho, mas acertou o canto: 2 a 0.

No segundo tempo, a Itália definiu o placar rapidamente, aos sete minutos. Nicolò Barella tocou para Belotti, em velocidade, e o atacante avançou e chutou alto para marcar 3 a 0. Definiu o jogo, a vitória e a tranquilidade para o time dali em diante.

Três jogadores estrearam pela seleção italiana. Sandro Tonali foi titular da equipe, enquanto Gaetano Castrovilli e Pierluigi Gollini entraram nos minutos finais, apenas para aproveitar o momento. Como a vaga na Eurocopa já tinha sido assegurada na rodada passada da competição, nesta valeu para o treinador Roberto Mancini permitir os primeiros minutos destes jogadores com a camisa Azzurra.

“É muito prazeroso, porque seria uma mentira dizer que não é agradável bater o recorde estabelecido pelo lendário Vittorio Pozzo, mas estamos felizes”, disse o treinador à Rai Sport. “Foi um excelente desempenho. Nós sabíamos que não seria fácil, já que a Bósnia é sólida, forte, com boa técnica, mas nós imediatamente colocamos o jogo no caminho certo”.

O país que ficou fora da Copa do Mundo de 2018 deu a volta por cima e estará novamente em uma grande competição em 2020. “Isso é futebol, infelizmente. Às vezes os resultados chegam mesmo quando você nem merece, mas você tem que aceitar. Os rapazes foram muito abertos e nós tentamos introduzir novas ideias, então foi muito bem”, afirmou Mancini.

“Todo mundo jogou bem hoje, porque você não vence por 3 a 0 fora de casa graças a alguns jogadores. Sandro Tonali foi muito bem. Ele não é Marco Verratti, mas ele tem características similares, enquanto Nicolò Zaniolo está acostumado a jogar um pouco diferente do seu papel na Roma”, continuou o técnico.

Mais do que os recordes, as vitórias da Itália ajudaram muito em um aspecto fundamental: será cabeça de chave no sorteio da Eurocopa e, além disso, disputará seus três primeiros jogos no torneio em Roma. O sorteio da Eurocopa será no dia 30 de novembro, em Bucareste.

Além da Itália, já estão classificadas para a Eurocopa a Tchéquia, Inglaterra, Finlândia, França, Polônia, Rússia, Espanha, Suécia, Turquia e Ucrânia.

Standings provided by Sofascore LiveScore