A Itália, atual campeã do mundo, estreia na Copa do Mundo da África do Sul nesta segunda-feira, às 15h30, contra o Paraguai, no estádio Green Point, na Cidade do Cabo. Apesar de ser a detentora do título, a Azzurra chega sem muita empolgação ao Mundial.

A exclusão de jogadores como Antonio Cassano e Francesco Totti da lista final de Marcello Lippi deixou os torcedores da Azzurra com um pé atrás. Falta talento à tetracampeã mundial e os campeões de 2006 já estão envelhecidos.

O ataque italiano deve ser composto por Vincenzo Iaquinta, Alberto Gilardino e Simone Pepe. No domingo, Lippi chegou a escalar Giampaolo Pazzini no lugar de Gilardino, mas o avante da Fiorentina deve começar jogando. A responsabilidade de armar o time ficará a cargo de Claudio Marchisio. O grande desfalque da partida inicial será Andrea Pirlo, machucado, e substituído por Montolivo.

Na defesa, o lado esquerdo ainda está indefinido. O mais provável é que Domenico Criscito comece, mas Salvatore Bochetti pode aparecer no setor.

Já a seleção paraguaia chega à Copa sem o atacante Salvador Cabañas, uma de suas principais estrelas, devido ao tiro que levou no começo do ano em uma confusão em um bar. Para o seu lugar, foi convocado Lucas Barrios, argentino de nascimento e com mãe paraguaia – e que se tornou o destaque do Paraguai na preparação do Mundial. O atacante do Borussia Dortmund foi convocado de última hora e deve ser titular contra a Azzurra.

Haedo Valdez, seu companheiro no time da Alemanha, também deve ser seu parceiro de ataque na estreia. Isso porque Óscar Cardozo está machucado e deve iniciar a partida no banco de reservas. Roque Santa Cruz é outra opção do técnico Gerardo Martino.

As duas seleções abrem o Grupo F da Copa do Mundo com certo favoritismo para conquistar as duas vagas para as oitavas de final. Eslováquia e Nova Zelândia completam a chave.

Ficha Técnica

Local: Estádio Green Point, Cidade do Cabo
Data: 14/06, segunda-feira
Horário: 15h30
Árbitro: Benito Archundia (MEX)

Itália
1-Gianluigi Buffon, 19-Gianluca Zambrotta, 5-Fabio Cannavaro, 4-Giorgio Chiellini e 3-Domenico Criscito (13-Salvatore Bocchetti); 6-Daniele De Rossi, 22-Riccardo Montolivo, 15-Claudio Marchisio, 7-Simone Pepe e 9-Vincenzo Iaquinta; 11-Alberto Gilardino (20-Giampaolo Pazzini). Técnico: Marcello Lippi.

Paraguai
1-Justo Villar, 6-Carlos Bonet, 2-Darío Verón, 14-Paulo da Silva e 3-Claudio Morel; 13-Enrique Vera, 11-Jonathan Santana, 16-Cristián Riveros e 17-Aureliano Torres; 9-Roque Santa Cruz e 19-Lucas Barrios. Técnico: Gerardo Martino.