Fazer um gol cedo era tudo que o São Paulo queria no Beira-Rio. Poderia entrar na sua postura mais confortável, reagindo, contra-atacando. No entanto, não foi o bastante. O Internacional dominou a partida e criou volume de jogo suficiente para a virada parecer natural. Ganhou por 3 a 1 e manteve-se na cola do líder Palmeiras, a três pontos de distância.

Por outro lado, o São Paulo está em clara decadência. São apenas duas vitórias no returno, cinco empates e, agora, três derrotas. A briga pela ponta, que chegou a ser cabeça a cabeça com o Internacional, está mais distante. A primeira colocação já dista sete pontos e, principalmente pelo nível de jogo apresentado, fica difícil imaginar que o time de Diego Aguirre consiga recuperar terreno.

Jucilei abriu com Reinaldo, que cruzou para Liziero desviar e fazer 1 a 0, no segundo minuto da partida. E o São Paulo não jogou mais. Aceitou a pressão total do Internacional, que criou o bastante para chegar ao intervalo em igualdade no placar.

O gol deveria ter saído mais cedo. Aos 13 minutos, Nico López deixou com Patrick e entrou na área. Patrick tentou a jogada individual, mas, na hora do arremate, foi desarmado por um carrinho de Hudson. A bola sobrou para López, que tirou Jean e fez o gol. A arbitragem assinalou impedimento, embora o passe pareça ter sido dado pelo jogador de São Paulo.

O Colorado continuou em cima. Aos 18 minutos, Jean saiu mal do gol, e Patrick pegou a sobra. Sem goleiro. Na hora de se consagrar, Anderson Martins conseguiu o corte em cima da linha. D’Alessandro acertou o travessão, em cobrança de falta. Perto do apito final da primeira etapa, Nico López fez boa jogada pela direita, passou com facilidade por Liziero e cruzou com capricho para Leandro Damião, que havia entrado aos 28 minutos no lugar de William Potker, cabecear às redes: 1 a 1.

Em nova cobrança de falta de D’Alessandro, o desvio de Cuesta quase foi fatal, não fosse boa defesa de Jean. O argentino novamente apareceu, lançando para dentro da área. Cuesta escorou, e Damião apareceu na pequena área para fazer 2 a 1.

Atrás no placar, o São Paulo começou a reagir. Hudson quase empatou, batendo de primeira da marca do pênalti, e Diego Souza desviou cruzamento de Rojas com a cabeça a centímetros das redes. Mas foi pouco. Damião, que já havia feito dois gols na partida, foi derrubado por Anderson Martins, nos acréscimos. O zagueiro foi expulso, e Nico López cobrou para decretar a vitória importante do Internacional.


Os comentários estão desativados.