Embalado pelas vitórias nos dois primeiros jogos da Libertadores, o Internacional enfrentou o River Plate disposto a manter os 100% de aproveitamento. O começo foi avassalador, com o colorado abrindo dois gols de vantagem, com Nico López e Edenílson, os dois melhores jogadores do clube na temporada. Mas um pênalti no fim do primeiro tempo deu confiança ao River Plate, que dominou a segunda etapa e buscou o empate em 2 a 2.

Contra o atual campeão continental, o Internacional conseguiu rapidamente encaixar seu estilo de jogo, priorizando a marcação e acelerando nas transições ofensivas. Com Andrés D’Alessandro como titular, a bola chegava mais limpa ao ataque colorado. E depois de uma jogada individual do camisa 10, aos 17 minutos, a bola sobrou para Iago, que fez o cruzamento na área, e Nico López desviou para o gol, marcando pela terceira vez nesta Libertadores.

O Inter seguiu pressionando, mesmo tendo menos a bola, e chegou ao segundo gol aos 30 minutos. Edenílson interceptou uma bola no campo de ataque e avançou com liberdade por cerca de 15 metros até a finalização. O colorado ia levando uma ótima vantagem para o intervalo, mas em uma cobrança de falta do River, aos 38, a bola bateu na mão de Edenílson, que estava na barreira dentro da grande área. Pênalti marcado e Lucas Pratto converteu a cobrança, mudando o panorama da partida para a etapa final.

O Internacional não conseguiu mais contra atacar como no primeiro tempo e foi cedendo terreno aos argentinos, mas conseguia bloquear os ataques. Em uma falta da entrada da área, porém, não havia o que fazer. Nicolás De La Cruz cobrou com rara perfeição, e marcou um golaço no ângulo esquerdo de Marcelo Lomba. O gol deu ânimo ao River Plate que ditou o ritmo da partida até os instantes finais, mas esbarrou na boa atuação do setor defensivo colorado.

Dada as circunstâncias do segundo tempo, o empate acabou saindo de bom tamanho, já que o Inter segue na liderança com sete pontos, enquanto o River Plate fica com apenas três pontos, na terceira colocação. A segunda posição do grupo é ocupada pelo Palestino, o próximo adversário do Internacional, com quatro pontos.