A derrota do Napoli para a Juventus abriu o caminho. E a Internazionale teve facilidade para chegar à liderança do Campeonato Italiano, nesta 15ª rodada. Mas é justo dizer: de nada adiantaria a facilidade se os Nerazzurri não tivessem sido sérios em toda a partida no Giuseppe Meazza. Tiveram, e por isso chegaram à primeira posição da Serie A em grande estilo: goleando o Chievo por 5 a 0.

Desde o apito inicial do juiz Giampaolo Calvarese, era previsível que o time interista criaria bem mais chances para atacar os visitantes de Verona. Já começou aos seis minutos: da esquerda, Davide Santon cruzou para Mauro Icardi. O argentino perdeu o domínio da bola, mas Antonio Candreva aproveitou para bater forte, com Stefano Sorrentino evitando o gol ao espalmar para escanteio. Só aos 14 o time amarelo teve alguma perspectiva, num chute de Riccardo Meggiorini defendido no reflexo por Samir Handanovic. Depois, o ataque interista voltou a se impor já aos 18 minutos: Marcelo Brozovic cobrou escanteio, e Andrea Ranocchia cabeceou, mandando a bola rente à trave esquerda de Sorrentino.

Tanta pressão enfim deu resultado aos 23 minutos, quando Ivan Perisic fez o gol interista. Santon novamente fez a jogada pela esquerda, chegando à área e chutando forte. Sorrentino ainda rebateu, mas o croata da camisa 44 estava a postos para chutar de primeira – o goleiro do Chievo ainda tentou desviar, mas a bola tomou o rumo das redes.

Mas a Inter continuou insistindo. Aos 28 minutos, Mauro Icardi aproveitou saída errada de bola, e veio livre pelo meio, com a bola dominada. Passou para a direita, onde vinha João Mário. E o meio-campista português bateu para Sorrentino defender, tirando com os pés para a linha de fundo. E de uma rara ousadia do Chievo, aos 38 minutos, surgiu o segundo gol dos donos da casa em San Siro. Roberto Inglese tentava seguir uma jogada de ataque do Chievo, mas perdeu a bola. Sorte de Brozovic, que lançou Icardi em contra-ataque. Resultado: o habitual para o argentino, na atualidade. Chegar na área e chutar cruzado, no contrapé de Sorrentino, para fazer 2 a 0, no seu 15º gol na Serie A.

No segundo tempo, a equipe de Milão já estava tranquila. Poderia ter ampliado aos cinco minutos, num chute de Brozovic, para fora. Mas não demorou para que isso ocorresse, aos 12. Por causa de outro péssimo trabalho defensivo do Chievo: Valter Birsa errou o passe lateral no campo de defesa, e colocou a bola nos pés de Perisic. E outra vez, o croata teve liberdade para chegar à área pela esquerda e finalizar em diagonal para o 3 a 0 interista. Não demorou muito e, aos 15 minutos, Candreva veio da direita e cruzou para Milan Skriniar cabecear no contrapé de Sorrentino, transformando em goleada a vitória.

Nem era mais necessário tentar, mas a dona da casa seguiu. Quase fez, por várias vezes, até Perisic marcar seu terceiro no jogo, aos 47 minutos, abrilhantando mais a atuação que levou a Internazionale a liderar o Italiano isoladamente, pela primeira vez desde janeiro do ano passado. A equilibrada disputa pelo topo ganhará um esperado capítulo quando a Inter visitar a Juventus, no próximo fim de semana.


Os comentários estão desativados.