Uma das características mais marcantes da Internazionale de Antonio Conte é a oscilação. Além da variação de resultados, o que vemos são mudanças bruscas de desempenho ao longo dos jogos. Nesta quarta-feira, diante do Sassuolo, foi o que aconteceu. O empate por 3 a 3 foi emocionante, com gols no final, chance clara perdida e indefinição até o apito final. Só que para os torcedores nerazzurri, não teve a menor graça: o time está cada vez mais longe de disputar, de fato, o título.

Conte resolveu fazer cinco mudanças na escalação do time que jogou contra a Sampdoria, no último domingo. Entraram Andrea Ranocchia, Victor Moses, Borja Valero, Cristiano Biraghi e Alexis Sánchez. O Sassuolo vinha de uma pesada derrota por 4 a 1 para a Atalanta, uma das sensações do campeonato.

No primeiro turno, os dois times já tinham protagonizado uma partida emocionante, com uma vitória da Inter por 4 a 3 no Estádio Mapei. Desta vez, o Sassuolo saiu logo em vantagem aos quatro minutos. Aproveitando um buraco na defesa do time da casa, Filip Djuric deixou Francesco Caputo na cara do gol e o centroavante tocou na saída de Samir Handanovic para marcar 1 a 0.

O empate viria ainda no primeiro tempo, depois de um pênalti. Jeremie Boga bobeou, ia dar um chutão e não viu que Milan Skriniar estava perto. Chutou o zagueiro e foi marcada a penalidade. Romelu Lukaku cobrou e marcou: 1 a 1, aos 41 minutos.

Logo depois, já nos acréscimos do primeiro tempo, a Inter conseguiu a virada. Biraghi tabelou (um pouco sem querer) com Alexis Sánchez, entrou na área e chutou forte, no alto, para marcar: 2 a 1 para os nerazzurri. Foi o placar do primeiro tempo.

No início do segundo, a Inter perderia uma grande chance para marcar o terceiro gol. Lautaro Martínez entrou no lugar de Sánchez e, logo em seguida, armou para Lukaku, dentro da área, finalizar bem. O goleiro Andrea Consigli fez uma grande defesa, espalmando a bola, mas ela sobrou nos pés de Roberto Gagliardini. A poucos metros do gol, com o goleiro no chão, o meio-campista chegou enchendo o pé e fez a bola explodir no travessão.

O problema da Inter foi o mesmo dos últimos jogos e como quase toda temporada: não conseguiu matar o jogo quando teve a chance. Somado aos vacilos defensivos, o time tornou o final do jogo bem emocionante. Primeiro, aos 35 minutos, Ashley Young, que entrou minutos antes no lugar de Biraghi, fez um pênalti estúpido em Mert Müldur. Domenico Berardi cobrou mal, quase no meio, e mesmo sem pular antes, Handanovic aceitou e não conseguiu defender a bola, que passou por baixo: 2 a 2.

O jogo estava com cara de empate, mas a Inter parecia que conseguiria sair com uma vitória mesmo assim. Primeiro, Lukaku marecou um gol, mas estava em posição de impedimento, imediatamente anulado pelo assistente. Em uma cobrança de falta de Antonio Candreva, que tinha entrado minutos antes, a bola sobrou na segunda trave livre, leve e solta nos pés de Borja Valero, que mandou para as redes: 3 a 2 para a Inter.

A Inter teve a chance de matar o jogo em um lance de Lukaku, que deixou Candreva em condições de finalizar, mas o ponta bateu para defesa de Consigli. O Sassuolo respondeu. Em um escanteio, a bola ficou com Berardi, que chutou para o meio, a bola passou por todo mundo e encontrou Giangiacomo Magnani sozinho em uma área lotada de jogadores. Ele só empurrou para as redes: 3 a 3.

Nos acréscimos, para dar um contorno ainda maior de drama, Skriniar acabou expulso, o que já o deixa fora da próxima partida. A Inter fica mais uma vez distante dos líderes, com a Juventus e a Lazio ficando cada vez mais isoladas na ponta da tabela. Está cada vez mais perto da Inter ter que disputar com a terceira posição com a Atalanta do que disputar o título com Lazio e Juventus.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore