Com a Juventus fechando a rodada na segunda-feira (20) em um jogo duro com a Lazio, a Internazionale tinha grande oportunidade de colocar pressão sobre os líderes. O adversário não era simples: a Roma vinha de três vitórias na Serie A, brigando ela própria por algo no campeonato, uma vaga na Liga Europa. Longe de seu melhor futebol ou de parecer uma equipe que briga pelo Scudetto, a Inter por pouco não deixou o Olímpico com uma derrota. No fim, um pênalti acabou por decretar o empate em 2 a 2.

Do lado da Roma, eram cinco os desfalques por lesão: Zaniolo, Fazio, Santon, Juan Jesus e Mirante. Smalling, voltando de contusão, ficou no banco. Já a Inter tinha Nicolò Barella retornando ao time titular depois de quatro jogos como desfalque na Serie A por lesão. Por opção técnica, Eriksen havia ido para o banco, com Brozovic assumindo um papel de criação mais avançado no campo. Lukaku, por fim, estava no banco, também retornando de lesão.

A Roma era melhor no início do jogo, mas a primeira chance real foi da equipe de Antonio Conte, que tirou bom proveito da situação. Em cobrança de escanteio de Alexis Sánchez, De Vrij subiu entre dois marcadores romanistas para abrir o placar aos 15 minutos de partida, de cabeça.

Aos 46 minutos do primeiro tempo, no último lance antes do intervalo, Kolarov roubou a bola de Lautaro Martínez no campo de defesa, e Mkhitaryan puxou o contra-ataque. O armênio tabelo com Dzeko, mas a devolução foi interceptada. A sobra ficou com o atacante, que abriu pela esquerda com Spinazzola. O ala não desperdiçou a oportunidade, batendo cruzado para empatar, com o toque de De Vrij insuficiente para mudar a trajetória do chute.

No segundo tempo, aos 12 minutos, Sánchez foi desarmado no meio do campo, pela esquerda, e a Roma partiu em outro contra-ataque. Mkhitaryan arrancou com a bola, tocou para Dzeko e, depois da falha do atacante em segurar a bola e finalizar, o armênio chegou batendo sem chances para Handanovic. Era a virada da equipe da casa.

A Inter não conseguiu de fato se encontrar no jogo. Lukaku e Eriksen, que haviam começado no banco, foram algumas das alterações feitas por Conte para tentar mudar o jogo, mas elas surtiram pouco efeito. A Roma dominava a posse de bola, e Pau López não era testado.

A vitória parecia encaminhada, até que, aos 41 minutos do segundo tempo, Spinazzola bobeou dentro da própria área, perdeu a bola para Moses e, na tentativa, de afastar o perigo, chutou o adversário. Pênalti marcado, e Lukaku foi lá para converter e fechar o jogo em 2 a 2.

Classements proposés par SofaScore LiveScore

Com o empate, a Inter chegou a 72 pontos, cinco a menos que a líder Juventus, que ainda joga contra a Lazio, na segunda-feira. Conte queixou-se ao fim da partida sobre o calendário desfavorecer sua equipe, sem tempo suficiente para repousar – o time nerazzurro teve apenas dois dias de descanso entre os jogos com Spal e Roma, enquanto a Juve terá quatro dias sem jogos até a partida de amanhã.

Discussão de datas à parte, a Inter não fez por merecer a vitória e mesmo o empate saiu muito favorável em face da atuação. Com quatro jogos a fazer antes do fim do campeonato, podendo ficar a oito pontos da liderança ao fim da 34ª rodada, o sonho de título ficou mais distante do que nunca.