Ao ser derrotada pela Fiorentina, a Roma abrira possibilidades na disputa pela terceira posição do Campeonato Italiano. A primeira equipe a poder aproveitá-las seria a Internazionale, que superaria a equipe giallorossa caso vencesse o Torino, neste domingo, pela 31ª rodada da Serie A. Mas o time de Milão também ficou devendo: caiu para o Toro, por 1 a 0, perdendo para ele em Turim na liga pela primeira vez desde 1994.

Pressão não faltou da parte interista. Desde o começo do jogo, aliás. Aos 11 minutos, após lançamento de João Cancelo para a área, Salvatore Sirigu saiu do gol tentando afastar a bola, mas Ivan Perisic aproveitou o rebote e finalizou de voleio. O goleiro italiano se recuperou e voltou para pegar. Aos 13 minutos, a chance foi até mais perigosa: Cancelo cobrou escanteio, Perisic completou de voleio, Sirigu espalmou por cima do gol. E aos 17, houve chute de Antonio  Candreva, com o pé direito, e Sirigu espalmou para a linha de fundo. Até ali, o Torino apenas tentava arremates de fora, geralmente sem perigo.

As ousadias interistas seguiram aos 30 minutos, quando Candreva chutou de fora da área, e Sirigu rebateu. Aos 34, jogada semelhante: pela direita, o camisa 87 arriscou o chute, mas desta vez o goleiro do time grená agarrou com firmeza. Todavia, o time que aproveitou sua chance foi o da casa, em Turim. Aos 36 minutos, Andrea Belotti veio pelo meio com a bola. Pediu que Iago Falqué aparecesse na área para receber o passe. A demora foi tanta que o “passe” veio da tentativa de desarme de Perisic, mandando a bola no pé de Lorenzo de Silvestri. E este cruzou rasteiro para Adem Ljajic completar e fazer 1 a 0.

Só restou à Inter continuar tentando, na etapa complementar. E isso ocorreu já aos cinco minutos, Marcelo Brozovic veio pelo meio, até arriscar o chute, defendido por Sirigu. Com um pouco mais de espaço para os contragolpes, o Torino até conseguiu mais possibilidades de gol. Como aos 10, quando De Silvestri cabeceou para ótima defesa de Samir Handanovic, espalmando por cima do gol. E aos 12, quando Cristian Ansaldi trouxe a bola até servi-la a Ljajic. O sérvio entrou pela esquerda, e chutou cruzado, rente à trave esquerda de Handanovic.

Aos poucos, os visitantes de Milão passaram a monopolizar as ações ofensivas em busca do empate. Aos 14 minutos, uma falta foi cobrada para a área, e Milan Skriniar subiu cabeceando, para Sirigu pular e defender no canto direito. A maior oportunidade para a igualdade veio aos 25 minutos, num arremate de Rafinha, na trave. Só que as tentativas interistas esbarraram na defesa fechada do Torino, se restringindo mais e mais a cruzamentos – como o que ocorreu aos 37 minutos, com Karamoh, sem que Rafinha pudesse alcançar a bola.

E depois da Roma, a Internazionale foi mais um time a tropeçar na tentativa de buscar a terceira posição. A chance fica com a Lazio, ainda enfrentando a Udinese neste domingo.


Os comentários estão desativados.