A vitória do Napoli sobre o Genoa deixava claro: a Internazionale teria de vencer a Atalanta, nesta 12ª rodada do Campeonato Italiano, para retomar o segundo lugar que era seu. Não foi o caso. Longe disso: com um primeiro tempo cheio de falhas defensivas, a Inter foi goleada pela Dea por 4 a 1, e deixou os Partenopei como novos vice-líderes da Serie A.

Já na fase inicial do primeiro tempo, ficou claro o drama que seria para a defesa interista, em mau dia, impedir as jogadas ofensivas do time de Bergamo. Aos quatro minutos, Josip Ilicic passou a Duván Zapata, deste a bola foi para Alejandro “Papu” Gómez, e o argentino bateu para ótima defesa de Samir Handanovic – no rebote, Handanovic ainda salvou o desvio de Hans Hateboer, mas o meio-campista estava impedido. Mais quatro minutos, e veio o gol, em jogada de holandeses: Robin Gosens cruzou, e Hateboer completou para as redes.

 

O segundo gol quase veio aos 10 minutos, quando “Papu” Gómez cruzou da direita, rasteiro. Danilo D’Ambrosio tentou afastar e fez pior: desviou para o próprio gol. Só Handanovic pôde impedir: após bater na trave, o goleiro esloveno tirou para o escanteio, com os pés. Minutos depois, aos 22, “Papu” Gómez deixou a bola a Zapata, e o colombiano cruzou, mas a bola passou rápida demais para que Ilicic pudesse finalizar. Aos 36, após recuo errado de bola, Zapata veio com a bola pela esquerda e chegou à área, mas sua conclusão saiu. O atacante voltou a tentar aos 42 minutos, mas seu arremate foi interceptado por Miranda.

Finalmente, aos 43, Ilicic entrou livre para finalizar, mas Handanovic pegou à queima-roupa. E o primeiro tempo terminou, para alívio da Inter, que se via atacada como havia muito não acontecia no Campeonato Italiano: foram 16 chutes a gol da Atalanta, maior número de tentativas contra a meta interista desde fevereiro de 2013 numa partida da Serie A.

Mas justamente no começo do segundo tempo, a Internazionale conseguiu voltar ao jogo, num lance fortuito. Logo aos dois minutos, antes mesmo que o técnico Luciano Spalletti voltasse a campo, Matteo Politano dominou a bola na área e Gianluca Mancini interceptou com a mão. Pênalti, chance para Mauro Icardi, e o argentino fez o que tem sido comum para ele: gol. Cobrança à esquerda do goleiro Etrit Berisha, e 1 a 1 no placar.

Os visitantes de Milão pressionavam mais, e a saída do lesionado Rafael Tolói forçava a Atalanta a se refazer taticamente. Porém, logo veio o segundo gol da Dea – e justamente de quem provocara o pênalti: aos 17 minutos, Ilicic cobrou falta, e Mancini desviou de cabeça para o segundo gol. Para coroar a surpresa bergamasca, aos 43, uma jogada semelhante rendeu o 3 a 1: falta de Ilicic, um cabeceio (de Berat Djimsiti), gol. Finalmente, a Inter ainda viu a expulsão de Marcelo Brozovic, nos acréscimos. E o espaço se ampliou para que a vitória virasse goleada, com o belo gol de “Papu” Gómez aos 49. Se a Beneamata tem caminho otimista na Liga dos Campeões, o dia foi de perder terreno no Campeonato Italiano.


Os comentários estão desativados.