O Rangers vive a Liga Europa intensamente nesta temporada. Após a classificação na fase de grupos, os Teddy Bears puderam experimentar novamente o clima de um mata-mata continental após nove anos. E a equipe de Steven Gerrard garantiu uma vitória inesquecível aos presentes em Ibrox nesta quinta-feira, pelos 16-avos de final do torneio. Após tomarem os dois primeiros gols da noite, os escoceses arrancaram a virada por 3 a 2 sobre o Braga, que não perdia desde dezembro. Autor de dois tentos, Ianis Hagi deu motivos para cair nas graças da torcida azul.

Melhor logo de cara, o Braga abriu o placar aos 11 minutos. Fransérgio soltou a bomba de fora da área e, com um leve desvio na marcação, encobriu o goleiro Allan McGregor para deixar seu time em vantagem. O Rangers não fazia uma boa partida, com o goleiro Matheus parando o artilheiro Alfredo Morelos nas principais chances. E, depois de uma bola no travessão de Fransérgio e de um lance salvo em cima da linha pelo Braga, os lusitanos ampliaram aos 14 do segundo tempo. Foi outro bonito gol, desta vez assinado por Abel Ruiz. O espanhol partiu em velocidade pela esquerda, cortou para o meio e acertou um chute seco no contrapé do goleiro.

O Rangers só começou a acordar aos 22. Ianis Hagi apareceu. O romeno recebeu na direita, avançou ao meio da área e desferiu um arremate preciso, no cantinho. A bola beijou a trave antes de entrar. O empate não tardaria e Joe Aribo fez o Ibrox explodir aos 30 minutos. O nigeriano assinou outra pintura, ao partir pelo meio da defesa e superar quatro marcadores, antes de finalizar na saída de Matheus.

Motivado pela reação, o Rangers celebrou a vitória aos 37, com um bocado de sorte. Ianis Hagi cobrou falta na intermediária e a bola desviou na barreira. O tiro mudou de direção e acabou enganando o goleiro Matheus, que não pôde se recuperar a tempo. Contratado na última janela de transferências, o filho de Gheorghe Hagi anotou três gols neste início com os Gers. E já protagoniza uma noite especial aos escoceses.

No momento, o Rangers aparece dez pontos atrás do Celtic no Campeonato Escocês. Ainda que os Teddy Bears tenham um jogo a menos, a Liga Europa ganha mais importância como objetivo. E num cruzamento difícil contra o Braga, o resultado é muito bom. Esta foi a primeira derrota do técnico Rúben Amorim à frente dos bracarenses, após nove vitórias e um empate em seus dez primeiros jogos – cinco dos triunfos, contra o trio de ferro do país. A volta no Estádio Municipal de Braga deve guardar outro grande jogo.