O Celtic Park é um dos estádios onde mais se sente a pressão do público. É um dos mais tradicionais clubes da Europa – foi o primeiro a ganhar a tríplice coroa, por exemplo, feito conquistado pelo Barcelona no último dia 6 de junho. E o clube verde e branco tomou mais uma atitude em favor dos seus torcedores: decidiu voltar a ter arquibancadas para torcer de pé em seu estádio. Este é um dos mais antigos pedidos dos torcedores desde as reformas feitas a partir do Relatório Taylor.

LEIA TAMBÉM: Estreia do Canadá no Mundial feminino teve o maior público de um jogo de seleção no país

O anúncio foi feito nesta terça-feira e segue uma tendência que clubes britânicos têm defendido, chamado de “safe standing”, o “Seguro de pé”, em tradução livre. O sistema usado é parecido com o que já se utiliza em vários estádios do mundo, incluindo a Arena Grêmio e a Arena Corinthians, com grandes no meio dos degraus, o chamado “rail seating”. No estádio do clube gaúcho, esta área é chamada de “geral”, porque lembra os antigos setores dos estádios. Basicamente, existe um corrimão que fica no meio das arquibancadas para evitar aglomeração.

Segundo o site do clube, o Celtic tem conversado com autoridades sobre o assunto há cinco anos. Esse tipo de arquibancada terá inicialmente capacidade para acomodar 2.600 torcedores e poderá começar a ser utilizado a partir do início da temporada 2016/17.

“O Celtic tem trabalhado incansavelmente nesta questão e nós estamos felizes por anunciar que a permissão foi finalmente dada”, afirmou o chefe-executivo do clube, Peter Lawwell. “A introdução do rail seating no Celtic Park representa um investimento na segurança do torcedor. Pelo futebol globalmente, a realidade é que alguns torcedores estão escolhendo ficarem de pé nos jogos. Isso é algo que nós temos que aceitar e gerenciar e também entender o efeito positivo que estas áreas tem na atmosfera das partidas”, continuou o dirigente. “O objetivo primário do Celtic sempre será a segurança e conforto dos seus torcedores – este novo sistema agora irá permitir ficar de pé de forma segura nos jogos”.

“O rail seating já existe no futebol europeu há algum tempo e há considerável demanda de formas de torcer seguramente de pé em todo Reino Unido e particularmente dos nossos torcedores. Nós temos certeza que o setor para torcer de pé irá se provar popular entre os nossos torcedores e estamos ansiosos pela sua introdução”, continuou ainda o dirigente do Celtic. “Eu gostaria de agradecer à prefeitura de Glasgow pelo seu apoio em resolver esta questão e pelo apoio dado ao foco do Celtic em relação à segurança nas partidas”, agradeceu Lawwell.

O clube se consultou com o especialista em segurança, doutor Steve Frosdick, que defendeu esse tipo de arquibancada para torcer de pé, em modelos que já se usa tanto na Áustria quanto na Alemanha. “É claro que não há questão em voltar aos velhos setores térreos. Contudo, os novos estilos de rail seating encontrados na Alemanha e na Áustria dão uma solução que o clube estava procurando. O assento se fecha completamente e cada torcedor fica de pé em seu próprio espaço atrás de um corrimão”, disse Frosdick. “Este é um sistema que tem operado com sucesso na Europa por um número de anos e eu estou convencido que é um que irá provar ser altamente bem-sucedido e popular no Celtic Park”, disse ainda o especialista.

Os torcedores certamente agradecem poder torcer do velho e bom jeito, mas com segurança. O futebol também agradece. Vemos que há muitos lugares que tem sido afetados pela falta de calor dos torcedores por não poderem torcer de pé, como se tornou tradicional. O Celtic dá um passo importante nesse sentido, que certamente será mais estudado pelas autoridades britânicas – especialmente na Inglaterra, onde há um movimento organizado de torcedores para resgatar esse tipo de modo de torcer.