InglaterraPremier League

Vardy conta que tomar vodka com Skittles o atrapalhou de se recuperar de lesão muscular

Jamie Vardy é, certamente, um dos grandes personagens da Premier League. Embora sua imagem tenha ficado em evidência na epopeia protagonizada pelo Leicester na temporada passada, os passos que deu até ocupar o segundo lugar na artilharia do campeonato, ser substancial na conquista do título e ter chegado na seleção inglesa com quase 30 anos duraram bastante tempo. E é por ser dono de uma das histórias pessoais mais interessantes do futebol que atacante vai lançar sua autobiografia, a qual contará um pouco de seu conto de fadas até ascender à elite do futebol inglês e cujas algumas passagens já podem ser lidas na internet. Como por exemplo a do drink de vodka com balinhas Skittles.

LEIA TAMBÉM: O autor do filme “Goal!” agora quer levar a história de Jamie Vardy a Hollywood

“Em 2012, tive uma lesão na coxa (uma espécie de “paulistinha”). Era para ter melhorado em pouco tempo, mas estava demorando muito para curar. Eu tinha uma garrafa de vodka de três litros em casa, na qual eu colocaria várias balinhas Skittles dentro. Quando elas já estavam totalmente dissolvidas na bebida, eu colocava mais balas na garrafa”, conta Vardy na biografia. “Mas só fazia isso com as vermelhas e as roxas, porque eu não curto as laranjas, as verdes e as amarelas. Devo ter colocado uma porção de balinhas, pelo menos, umas 20 vezes”, adiciona o atacante, que, na época do episódio, tinha acabado de assinar contrato com o Leicester depois de uma temporada no Fleetwood Town.”Feito isso, você pode beber a vodka pura que ela terá gosto de Skittles”.

“Quando eu ficava entediado em casa à noite, eu me servia um copo, sentava e curtia o drink. A vodka era das boas, mas não fez muita coisa pela minha lesão, que não parou de doer por muito tempo ainda”, diz ainda o jogador. “Dave Rennie, meu fisioterapeuta, disse que não podia acreditar que a pancada que tomei não estava melhorando. Ele tinha visto um músculo da panturrilha despedaçado curar mais rápido. Então, um dia, ele me puxou de lado quando ninguém mais estava por perto. “O que você está fazendo?”, perguntou Dave. “Nada do que eu normalmente não faria”, eu respondi. Foi aí que eu expliquei que o que eu fazia normalmente era misturar vodka com Skittles”.

O camisa 9 também revela, em outra passagem, que tomar um copo de vinho do Porto nas noites anteriores aos jogos da temporada passada o deu sorte. “Não sei dizer como é que começou, nem por que, mas decidi fazer isso. Normalmente não sou supersticioso, mas desde que marquei contra o Sunderland, na primeira rodada, não quis mais parar”, confessa. Descrevendo ainda sua rotina antes das partidas, o inglês relata que costuma beber Red Bull e café expresso assim que acorda e, um pouco mais tarde, comer um omelete de queijo e presunto. “Essa combinação me faz correr feito um louco em dia de jogo”, complementa, expondo, assim, o “segredo” de tempos bem-sucedidos, já que foram 24 gols anotados na Premier League de 2015/16 e um bastante correria para atingir essa marca no campeonato mais intenso da Europa.

Chamada Trivela FC 640X63

Mostrar mais

Nathalia Perez

Jornalista em formação trabalhando a favor de um meio esportivo mais humano. Meus heróis sempre foram jogadores de futebol, mas hoje em dia são muito mais heroínas.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo