EuropaInglaterraLiga EuropaPortugal

Benfica x Chelsea: Liga Europa terá final de camisas pesadas

A Liga Europa contará com uma final de peso nesta temporada, como poucas vezes aconteceu na história competição. Mais do que elencos qualificados, Benfica e Chelsea possuem tradição suficiente em competições continentais – por mais que a chegada de Roman Abramovich possa sugerir o contrário. Os portugueses somam oito finais europeias e dois títulos da Copa dos Campeões, enquanto os ingleses já faturaram a Liga dos Campeões e duas Recopas Europeias. Currículos de respeito para o jogo do dia 15 de maio, na Amsterdam Arena.

Há tempos a decisão do segundo torneio mais importante da Europa não contava com dois finalistas já tarimbados pela conquista da Liga dos Campeões. Mais exatamente, há dez anos, quando o Porto derrotou o Celtic e ficou com a taça. Antes disso, somente Feyenoord x Borussia Dortmund, em 2002, fizeram a final da Copa da Uefa tendo o troféu mais valioso do continente em seus museus.

Logicamente, a importância de um confronto entre Benfica e Chelsea não fica apenas no passado, embora ele represente bastante. Os encarnados não disputam uma decisão europeia desde 1990, quando perderam a Copa dos Campeões para o Milan. A última comemoração aconteceu apenas em 1962, com o bicampeonato do mesmo torneio. Vencer a Liga Europa significaria relembrar os melhores momentos da história do clube, mesmo em um degrau mais baixo.

Já o Chelsea viveu melhores momentos nos últimos anos, é verdade, mas pode atingir algumas marcas capazes de inflar o ego de Abramovich e de orgulhar a torcida. Se levar a taça, os Blues serão o quarto clube a ganhar os três principais torneios europeus (Liga dos Campeões, Liga Europa e Recopa), algo alcançado antes apenas por Juventus, Ajax e Bayern Munique. Além disso, os londrinos também poderão fazer a dobradinha em duas competições continentais diferentes, um feito exclusivo de Liverpool, Juventus e Porto.

Na temporada passada, o destino de portugueses e ingleses se cruzou pela primeira vez em competições continentais, nas quartas de final da Liga dos Campeões.  O Benfica deu trabalho, mas o Chelsea prevaleceu. Desta vez, ambos vêm de fracassos na Champions. Os Blues chegam em secura de títulos menor e em pressão maior, lutando pela vaga no Top Four da Premier League. Enquanto isso, os encarnados lideram o Campeonato Português com sobra de quatro pontos e sonham com a tríplice coroa, algo inédito mesmo em sua condecorada história.

Independente das divergências nas ambições, Benfica e Chelsea prometem uma boa final em Amsterdã. Virtudes as equipes têm de sobra, como provaram nos mata-matas da competição europeia e também demonstram nas ligas nacionais. Tão importante quanto a fase, ambos têm camisa. Uma situação nem sempre costumeira na Liga Europa e que serve para engrandecer o torneio sempre relegado a um segundo plano.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo