Premier League

Irritado, Henry disparou: “Não deu para assistir ao Arsenal. É doloroso”

Símbolo do Arsenal vitorioso da década passada, Thierry Henry mantém uma afeição natural com o clube. E não escondeu seu desagrado ao analisar a goleada que os Gunners sofreram contra o Liverpool neste domingo, em Anfield. Comentarista da Sky Sports, o antigo artilheiro escancarou a falta de expectativas vivida pelos londrinos, assim como questionou a motivação de alguns jogadores para permanecerem no elenco, em especial Alexis Sánchez – cuja renovação de contrato e possível transferência têm sido uma novela.

“Por que Alexis ficaria depois disso? Depois desse tipo de atuação? Por isso ele e Oxlade-Chamberlain não estão renovando os contratos. Há algo de errado com o Arsenal. Não deu para assistir ao jogo, em certo ponto eu queria sair. Eu não consigo criar uma relação com este time e acho que muitos torcedores não são diferentes de mim. Esse é o problema”, apontou Henry.

Para o francês, falta espírito competitivo à equipe atual do Arsenal. Muitos jogadores não veem o seu status ameaçado dentro do elenco e, por isso mesmo, existe a acomodação. E isso alimentaria o ciclo de fracassos e vexames que se repete nos últimos anos, com os Gunners limitados a se contentar com as copas nacionais.

“A palavra que eu usei por um longo tempo é conforto. Tudo está confortável no Arsenal. Todo mundo pode ficar no time, você não tenta encontrar outro jogador, está ok para jogar bem. E se você não está jogando bem, não há a pressão que deveria existir em um grande clube. Você sequer está competindo. É sobre isso que eles têm que mudar, mas tudo está bem e não pode ser assim”, apontou.

“É doloroso. É assim que eles perdem. É sempre o mesmo. Você já viu isso antes. Tudo o que você vê me lembra o que aconteceu ao longo dos últimos 10 anos. Eu sabia que isso poderia acontecer hoje. Eu sabia o que aconteceria contra o Leicester. Eu sabia o que iria acontecer contra o Stoke… Eu não estou chocado. Infelizmente, é o que eu esperava hoje. Mas ainda assim, quando você vê, pensa: ‘Não, não de novo'”, complementou.

Com três pontos conquistados em nove disputados nesta Premier League, o Arsenal aparece no 16° lugar tabela, dono da segunda pior defesa. Curiosamente, nesta segunda completam-se seis anos de uma das atuações mais tenebrosas dos Gunners em sua história: os 8 a 2 enfiados pelo Manchester United em Old Trafford. As lições daquele dia não parecem totalmente assimiladas.

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo