Premier League

Everton captura Klaassen e mostra que não é necessário torrar dinheiro para reforçar o elenco

Davy Klaassen já era cobiçado por clubes ricos da Europa antes mesmo de liderar a ótima temporada do Ajax, a melhor do tetracampeão europeu em muito tempo. Com a braçadeira de capitão no braço, marcou 20 gols e deu 10 assistências em 50 partidas. Números de primeira linha para o meia-atacante de 24 anos, que já havia dito que a hora de sair “estava chegando”. E chegou: nesta quinta-feira, o Everton anunciou a chegada do holandês por € 27 milhões.

LEIA MAIS: Koeman encarou desafio de FM com um dos criadores do jogo. E perdeu

Em um mercado inflacionado como o atual, em que qualquer jogador de qualidade está saindo por pelo menos € 40 milhões, o valor pago pelo Everton chega próximo de ser uma pechincha. Ainda mais para um clube inglês, com as finanças potencializadas pelo maior acordo de direitos de televisão em todos os tempos. Para se ter uma ideia, o goleiro Jordan Pickford, ex-Sunderland, foi mais caro: quase € 29 milhões.

O Everton foi a barreira que separou os seis primeiros da última Premier League do resto da tabela. Ficou em sétimo lugar. Sua ambição é se aproximar do pelotão de cima, então é com eles que precisamos fazer as comparações. Klaassen custou quase metade que Bernardo Silva (€ 50 milhões), do Manchester City. Observando o mercado do ano passado, foi mais barato que Sané (€ 50 milhões), Batshuayi (€ 39 milhões) e Bolassie (€ 29 milhões), contratado pelo próprio Everton, ficando apenas em jogadores de ataque. Slimani, do Leicester também custou mais: € 30 milhões.

Klaassen talvez não tenha tanto potencial quanto Bernardo Silva e Sané, mas custou quase metade do valor pago por cada um deles, com mais tempo em alto nível: atua no Ajax desde 2011, com 49 gols em 163 partidas, conquistou três edições do Campeonato Holandês e foi vice-campeão da Liga Europa. Silva começou a jogar regularmente entre os titulares do Benfica há apenas três anos. Sané também estourou três temporadas atrás. A questão aqui não é qual dos três é melhor: é que não precisa quebrar recorde de transferência atrás de recorde de transferência para reforçar o elenco.

A vontade de sair e o contrato chegando ao fim – Klaassen estava vinculado ao Ajax por mais dois anos – contribuem para o valor pago pelo Everton, mas também é missão do clube monitorar o mercado e identificar esse tipo de negócio. Por um preço que acabará sendo um dos menores pagos por grandes jogadores na Premier League, o clube de Liverpool contratou um jogador que tem potencial para ser um dos líderes da equipe, ainda mais se Ross Barkley, colega de posição, for negociado – será vendido se não renovar seu contrato.

“Ele tem apenas 24 anos, mas já tem muita experiência e é um líder dentro de campo. Já foi capitão do Ajax por duas temporadas e isso mostra o tipo de pessoa que ele é”, exaltou o técnico Ronald Koeman. “Ele trabalha duro, gosta de pressionar e, claro, tem muita criatividade e marca gols. É outra grande contratação do Everton e estou muito feliz por termos sido capazes de completar o negócio tão cedo”.

Com Pickford e Klaassen, o Everton reforça duas posições chave do seu elenco e apresenta boas perspectivas para a próxima temporada. E, como disse Koeman, o mercado está apenas começando.

Mostrar mais

Bruno Bonsanti

Como todo aluno da Cásper Líbero que se preze, passou por Rádio Gazeta, Gazeta Esportiva e Portal Terra antes de aterrissar no site que sempre gostou de ler (acredite, ele está falando da Trivela). Acredita que o futebol tem uma capacidade única de causar alegria e tristeza nas mesmas proporções, o que sempre sentiu na pele com os times para os quais torce.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo