Champions LeagueEuropaInglaterraLeste Europeu

Põe na roda! Shakhtar domina Chelsea na Ucrânia

O Shakhtar Donetsk vive uma temporada irrepreensível. Com 12 pontos de vantagem na liderança, os Kroty sustentam 12 vitórias em 12 jogos no Campeonato Ucraniano. E a boa fase também contagia o time na Liga dos Campeões. Nem mesmo o Chelsea, atual campeão continental, foi capaz de evitar a atuação imponente dos ucranianos, que venceram por 2 a 1 na Donbass Arena e assumem a liderança do Grupo E da Champions, com sete pontos.

Roberto Di Matteo trouxe mudanças em seu time titular, com uma escalação cautelosa. Ramires entrou na meia direita, enquanto Eden Hazard foi para o banco de reservas. Porém, a proteção extra pouco adiantou. Alex Teixeira aproveitou uma bobeira da zaga para abrir o placar logo aos três minutos e Frank Lampard precisou ser substituído por contusão aos 18, dando lugar justamente a Hazard.

A presença de jogadores mais ofensivos não surtiu efeito para os Blues, que tomaram sufoco durante todo o primeiro tempo. Empurrado pela boa atuação de seus meio-campistas, o Shakhtar tinha facilidade para encontrar espaços no ataque. A diferença de um gol no placar ficou barata para os ingleses, que foram salvos por atuação inspirada de Petr Cech.

Logo no início do segundo tempo, os Kroty conseguiram aumentar a diferença, em boa jogada de Fernandinho. A vantagem deu tranquilidade aos anfitriões, enquanto o Chelsea atacava mais por desespero do que por eficiência. Nos minutos finais, Oscar ainda conseguiu fazer o gol de honra dos londrinos, mas nada que ameaçasse o triunfo dos anfitriões.

Formações iniciais

Destaque do jogo

A trinca de meias do Shakhtar Donetsk. A movimentação constante de Willian, Mkhitaryan e Alex Teixeira foi decisiva para desestabilizar o sistema defensivo do Chelsea, bem como para abrir espaços para as investidas de Fernandinho, líder de finalizações na partida.

Momento-chave

O desarme de Fernandinho, no lance que originou o segundo gol do Shakhtar. A bola roubada de Hazard no meio de campo pegou a defesa dos Blues desguarnecida e o volante teve o caminho livre para confirmar a vitória dos ucranianos.

Os gols

3’/1T – GOL DO SHAKHTAR! Após cobrança de lateral, Luiz Adriano domina na entrada da área e briga com a defesa do Chelsea pela bola. O centroavante rola e Alex Teixeira chuta rasteiro para marcar.

6’/2T – GOL DO SHAKHTAR DONETSK! Fernandinho rouba a bola de Hazard no meio de campo e Luiz Adriano puxa o contra-ataque. O centroavante devolve para o volante, que toca na saída de Petr Cech.

43’/2T – GOL DO CHELSEA! Branislav Ivanovic avança pela direita e, na linha de fundo, faz o cruzamento para Hazard. Oscar aparece na pequena área para escorar.

Curiosidade

Esta foi a primeira derrota de Roberto Di Matteo na Liga dos Campeões. O treinador acumulava oito partidas de invencibilidade, desde o segundo jogo das oitavas de final contra o Napoli – cinco vitórias e três empates.

Ficha técnica

SHAKHTAR DONETSK 2X1 CHELSEA

  Shakhtar Donetsk
Andriy Pyatov, Darijo Srna, Olexandr Kucher, Yaroslav Rakitskiy e Razvan Rat; Tomás Hübschman e Fernandinho; Alex Teixeira (Ilsinho, aos 37’/2T), Henrikh Mkhitaryan e Willian (Douglas Costa, aos 43’/2T); Luiz Adriano. Técnico: Mircea Lucescu.
  Chelsea
Petr Cech, Branislav Ivanovic, John Terry, David Luiz e Ashley Cole; Obi Mikel e Frank Lampard (Eden Hazard, 18’/1T); Ramires, Oscar e Juan Mata; Fernando Torres (Daniel Sturridge, aos 25’/2T). Técnico: Roberto Di Matteo.
Local: Donbass Arena, em Donetsk (UCR)
Árbitro: Damir Skomina (ESL)
Gols: Alex Teixeira, 3’/1T; Fernandinho, 6’/2T; Oscar, 43’/2T
Cartões amarelos: Tomás Hubschman (Shakhtar); Ashley Cole e David Luiz (Chelsea)
Cartões vermelhos: Nenhum

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo