InglaterraPremier League

Os 203 gols que eternizam Lampard como mito do Chelsea

Roman Abramovich gastou cerca de € 1 bilhão em reforços desde que chegou ao Chelsea. Nunca encontrou um meio-campista que incorporasse tão bem o espírito dos Blues como Frank Lampard. O inglês foi levado a Stamford Bridge dois anos antes da chegada do magnata. Tornou a camisa azul sua segunda pele, conquistou a Inglaterra e a Europa. E, agora, estabelece ainda mais seu nome entre as lendas do clube.

A partida histórica para Lampard não poderia acontecer de maneira mais memorável. O camisa 8 anotou os dois gols da virada dos londrinos sobre o Aston Villa, dentro do Villa Park, em resultado que praticamente confirma a classificação à próxima Liga dos Campeões. Um chutaço da entrada da área e outro em jogada coletiva aos 44 minutos do segundo tempo, que igualaram e ultrapassaram a marca estabelecida por Bobby Tambling na década de 1960. Com 203 gols, o meia se tornou o maior artilheiro da história do Chelsea.

Filho de ex-jogador, Lampard tem o futebol correndo em suas veias. Mostrou isso rapidamente no West Ham e acabou comprado pelo Chelsea por € 16 milhões, segunda maior transação do clube até então. Um valor baixo pelo que o meia faria nos anos seguintes. Não demorou a se tornar peça-chave no elenco de Claudio Ranieri. Seguiu como espinha dorsal no esquadrão de José Mourinho. Foi também o homem de confiança de Guus Hiddink, Carlo Ancelotti, Roberto Di Matteo e tantos outros que passaram pelo comando dos londrinos.

Embora acumulasse a organização do Chelsea, Lampard nunca se privou de se mandar ao ataque e marcar seus gols. Combinando potência e precisão nos arremates, nem poderia limitar seu talento. Desde 2003/04, anotou ao menos dez gols por ano. Acima da regularidade, está o poder de decisão. O camisa 8 deixou sua marca nos jogos que garantiram os três títulos ingleses que ganhou com o clube. Levou o time a campanhas notáveis na Liga dos Campeões. Quando não foi capaz de marcar, deixou os companheiros em excelentes condições para tal, como bem lembra o Barcelona, no dolorido gol de Ramires em 2011/12.

Em uma época na qual ainda se discute a renovação de seu contrato, Lampard lembra a sua importância na construção de uma potência do futebol europeu. Os 203 gols engrandecem um meio-campista que continua sendo vital à equipe, apesar dos quase 35 anos de idade pesando sobre as costas. Ampliar o vínculo do veterano não é apenas garantir uma liderança, mas respeitar o passado e o presente.

Didier Drogba e Gianfranco Zola podem ser colocados em pé de igualdade com Lampard na disputa pelo posto de maior jogador de todos os tempos do Chelsea, mas é difícil encontrar outro nome que tenha influenciado tanto os Blues dentro de campo quanto o camisa 8. Ditando o ritmo de jogo, dando o combate, marcando gols. Sendo um exemplo de profissionalismo. O alto nível de suas atuações colocaram o meia como um dos senadores de Stamford Bridge. Os títulos e as marcas quebradas o elevam mais ainda. Tornam Lampard um mito do clube, com toda reverência.

Top 10: grandes gols de Lampard pelo Chelsea

Copa da Uefa: Chelsea 3×0 Levski Sofia – 20 de setembro de 2001
O primeiro gol pelo Chelsea foi também o primeiro em competições continentais. A equipe de Claudio Ranieri passou fácil pelo Levski Sofia. Depois que Eidur Gudjohnsen marcou dois gols, o meia encerrou o placar aos 45 do segundo tempo, completando passe de Boudewijn Zenden.

Liga dos Campeões: Arsenal 1×2 Chelsea – 07 de abril de 2004
O Chelsea colocou ponto final no sonho dos ‘Invencibles’ do Arsenal na Liga dos Campeões. Lampard marcou o primeiro gol dos Blues na vitória dentro de Highbury, que valeu a classificação às semifinais – nas quais os ingleses acabaram eliminados pelo Monaco.

Liga dos Campeões: Chelsea 4×2 Bayern Munique – 6 de abril de 2005
A campanha que mostrou a força do Chelsea para rivalizar com os grandes do continente. Depois de eliminarem o Barcelona nas oitavas, os ingleses deixaram o Chelsea pelo caminho nas quartas, com direito a uma pintura de Lampard. Caíram na fase seguinte, ante o Liverpool.

Premier League: Bolton 0x2 Chelsea – 30 de abril de 2005
O primeiro título da Premier League na ‘Era Abramovich’ contou com atuação decisiva de Lampard. O camisa 8 marcou os dois gols na vitória sobre o Bolton, ambos na meia hora final de jogo. O segundo, o mais belo, veio em excelente contra-ataque dos londrinos

Liga dos Campeões: Barcelona 2×2 Chelsea – 31 de outubro de 2006
Um gol praticamente impossível de se fazer. Na linha de fundo, o inglês encontrou ângulo suficiente para arriscar e encobrir Victor Valdés. O jogo não valia tanto, mas o empate ajudou os Blues a terminarem na liderança do grupo – caindo de novo para o Liverpool nas semifinais.

Liga dos Campeões: Chelsea 3×2 Liverpool – 30 de abril de 2008
Lampard era dúvida para o jogo de volta das semifinais da Champions, por ter perdido sua mãe dias antes. Titular, o meia não fugiu da responsabilidade e marcou o segundo gol, de pênalti, no início da prorrogação. Impulsionou o Chelsea a finalmente se vingar dos Reds e a alcançar sua primeira final de Liga dos Campeões.



Liga dos Campeões: Chelsea 1×1 Manchester United – 21 de maio de 2008
O primeiro gol do Chelsea em uma decisão de LC foi de Lampard, empatando o jogo contra o Manchester United. Já na disputa por pênaltis, apesar de converter sua cobrança, o camisa 8 viu o título escapar depois que Terry e Anelka desperdiçaram seus chutes.

Premier League: Hull City 0x3 Chelsea – 29 de outubro de 2008
Uma finalização inacreditável de Lampard. O adversário não era dos mais difíceis, é verdade, mas o golaço do meia valeu o ingresso – até mesmo para a torcida derrotada. Técnico do Chelsea na época, Felipão classificou o tento como um dos mais belos que já tinha visto.

Copa da Inglaterra: Chelsea 2×1 Everton – 30 de maio de 2009
O único gol de Lampard em uma final que acabou com título do Chelsea. O meio-campista driblou o marcador e acertou ótimo chute de fora da área, virando o placar aos 27 minutos do segundo tempo e encaminhando a festa dos londrinos em Wembley.

Liga dos Campeões: Chelsea 4×1 Napoli – 14 de março de 2011
O gol mais importante de Lampard no maior título da história do Chelsea veio nas oitavas de final. Depois de perderem o jogo de ida para o Napoli, os Blues voltaram para Londres com a corda no pescoço. Além do passe para o segundo gol, o meia anotou o terceiro, que levou o jogo à prorrogação e permitiu a classificação da equipe de Roberto Di Matteo.

Figurinhas Lampard (1)

Mostrar mais

Leandro Stein

É completamente viciado em futebol, e não só no que acontece no limite das quatro linhas. Sua paixão é justamente sobre como um mero jogo tem tanta capacidade de transformar a sociedade. Formado pela USP, também foi editor do Olheiros e redator da revista Invicto, além de colaborar com diversas revistas. Escreve na Trivela desde abril de 2010 e faz parte da redação fixa desde setembro de 2011.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo