InglaterraItália

O problema de Balotelli no Liverpool? Para o atacante, o esquema tático

Mario Balotelli fracassou no Liverpool. Independente dos motivos, é uma constatação que tanto o clube quanto o jogador fizeram. As razões para isso, porém, podem variar. O atacante italiano foi contratado pelo Milan por empréstimo de uma temporada e, na Itália, deu suas explicações para o baixo desempenho na Inglaterra. Para ele, houve falhas que ele cometeu, chances que ele perdeu, mas teve também um esquema tático que não o favorecia.

NEWSLETTER: Assine a nossa newsletter! Toda sexta, o melhor da Trivela no seu e-mail

“Eu devo aceitar minhas falhas, mas a formação escolhida por Rodgers não se encaixava nas minhas características. No começo, eu perdi várias chances fáceis, então eu tive menos chances para marcar, um pouco de azar, lesões. As coisas viraram uma bagunça”, disse Balotelli à Gazzetta dello Sport.

“Mas eu nunca reclamei, eu aceitei as decisões do técnico e sempre me comportei como profissional. O profissional Mario não apenas aterrissou aqui em Milanello, mesmo em Liverpool meu comportamento e estilo de vida foi normal. No último ano lá, nunca tive um problema na minha vida particular. Eu coloquei fotos de restaurantes no Instagram, mas isso não significa que eu não treinei, já que não estava jogando”, declarou ainda o jogador.

O Liverpool jogava em um esquema que tinha só um atacante propriamente dito. Balotelli nunca se caracterizou por ser um jogador de dedicação. Sua característica sempre foi de técnica apurada, mas não de toques rápidos. O time de Rodgers privilegia um jogo mais coletivo e mais rápido, de menos toques.

Balotelli é um jogador que gosta de dominar a bola, que não costuma atuar passando a bola de primeira com frequência. Ele gosta de dominar, trabalhar a bola e não atuar com essa urgência. Não se adaptou ao estilo de Rogers. Tanto que muitas vezes o atacante centralizado foi Raheem Sterling, um jogador rápido e que atua normalmente pelos lados do campo.

Como, então, fazer com que o Milan, que tem novo técnico, apostasse nele? O sérvio Sinisa Mihajlovic é um treinador com característica de muita cobrança. Isso poderia ser um problema, mas Balotelli explicou como foi a sua contratação.

“O técnico me conhece desde que eu era uma criança. Meu problema nunca foi minha qualidade, mas minha personalidade. Sempre teve muitas vozes ao meu redor, todo aspecto em mim é ampliado”, disse Balotelli. “Com razão, ele quis me olhar nos olhos, entender qual era a minha motivação. Ele me ouviu, sem ter sido influenciado pelo que é dito, e por isso eu o agradeço”, contou o atacante.

De fato, Mihajlovic conhece o jogador desde os tempos de Internazionale, onde Mario surgiu para o futebol. Talento nunca faltou. Resta saber se o Milan terá características que se adequem a Balotelli. E se o jogador se esforçará para se adaptar ao estilo do time.

Mostrar mais

Felipe Lobo

Formado em Comunicação e Multimeios na PUC-SP e Jornalismo pela USP, encontrou no jornalismo a melhor forma de unir duas paixões: futebol e escrever. Acha que é um grande técnico no Football Manager e se apaixonou por futebol italiano (Forza Inter!) desde as transmissões da Band. Saiu da posição de leitor para trabalhar na Trivela em 2009.

Conteúdos relacionados

Botão Voltar ao topo